terça-feira, 12 de setembro de 2017

Carreira | Empreendedorismo | Educação


RECRIANDO FUTUROS (PERFORMANCE 120%)

CHEGOU A HORA DE SE REINVENTAR!



Uma vez por ano reservo espaço para entregar o [algo mais]:
Vagas (bônus de até 70%) para processos de transformações pessoais plenas com condições absurdas de acessíveis (e ainda parcelo em até 1+5 iguais sem juros). Condições especiais para grupos.
POUCAS VAGAS. LIGUE AGORA!
AGENDE AGORA MESMO SUA SESSÃO TRANSFORMADORA EXPERIMENTAL (sem compromisso - cortesia)
21 98824-0772
robsontj.projetos@gmail.com


Válido até 26/09, ou ao preencherem-se as vagas

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Revista EBD Editora Betel 4º Trim 2017 - Doutrinas Fundamentais da Igreja de Cristo

No ano em que celebramos os Quinhentos Anos da Reforma Protestante, é importante que o Cristão tenha em mente quais são as doutrinas fundamentais da Igreja de Cristo.
O movimento que culminou na fixação das noventa e cinco teses na Igreja de Wittenberg, no dia 31 de Outubro de 1517, por Martinho Lutero, transmite até os dias de hoje a importância de se conhecer a Palavra de Deus e o Evangelho genuíno de Jesus Cristo. Foi o próprio Cristo que destacou a insubstituível atividade de ensino na missão da Igreja, antes de seu retorno ao Céu: ensinar antes e depois do Batismo em Águas. Notemos que não se trata apenas de transmitir conhecimento, mas ensinar visando obediência (Mt 28:19 e 20). Os apóstolos, capacitados pelo Espírito Santo, não negligenciaram o cumprimento dessa ordem (At 2:42). Deste modo, a presente revista se propõe a nos conduzir no estudo das principais doutrinas transmitidas à Igreja pelo Espírito Santo por intermédio dos apóstolos.


Sumário

Lição 1: O Deus Todo-Poderoso se revelou
Lição 2: Pecado: Uma realidade humana
Lição 3: A maravilhosa e inefável graça de Deus
Lição 4: Conhecendo o Arrependimento Bíblico e Frutífero
Lição 5: E necessário nascer de novo
Lição 6: A grande e perfeita salvação de Cristo Jesus
Lição 7: A Ordenança do Batismo em Águas
Lição 8: A Ordenança da Ceia do Senhor
Lição 9: A fé que nos une a Deus e nos torna produtivos
Lição 10: Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 11: A importância da Bíblia como única regra de fé
Lição 12: A necessidade do Batismo com o Espírito Santo
Lição 13: A atualidade dos dons espirituais
Lição 14: A bem-aventurada esperança da lgreja

Comentarista:

Abner de Cássio Ferreira, Presidente da AD Madureira/RJ

terça-feira, 6 de junho de 2017

EBD Editora Betel 3º Trimestre de 2017 - Evangelismo, Missões e Discipulado - A tarefa primordial da Igreja


 


Neste trimestre, estudaremos sobre a missão primordial da Igreja! As treze lições enfocarão evangelismo, missões e discipulado. Será uma oportunidade para lembrar que a responsabilidade no cumprimento da missão não está restrita aos pastores, missionários e evangelistas, mas, sim, que pertence a todo discípulo de Cristo (Mt 28:19 e 20). Trata-se de continuar a obra iniciada por Jesus Cristo, que estava prevista desde o Princípio, como encontramos no primeiro livro da Bíblia, Gênesis. Tanto que o Apóstolo Paulo identificou aí o primeiro anúncio do Evangelho (Gl 3:8), isto é, o próprio Deus sendo um Evangelista, pois ele é o Deus Missionário! A Igreja recebeu do Senhor a mensagem, o poder do Espírito Santo para proclamar e a promessa de Jesus de estar conosco enquanto cumprimos a missão. Fomos chamados por Cristo para frutificar (Jo 15:16). Jesus continua chamando e estabelecendo condições para ser seu discípulo. Ainda há povos, tribos e nações não alcançados pelo Evangelho de Jesus. E, mesmo no Brasil, muitos são os desafios para cumprirmos o mandamento do Senhor, em diversos ambientes e com diferentes grupos sociais. Que Deus use estas lições para despertar mais ainda o seu povo nestes dias difíceis e trabalhosos. Que possamos obedecer ao ide de Jesus, enquanto é dia (Jo 9:4).


terça-feira, 28 de março de 2017

Revista EBD Editora Betel - O Chamado de um profeta

Assembleia de Deus CONAMAD
Lição 01 – 02 de Abril de 2017
Revistaebd Revista escola bíblica dominical editora betel conamad Passagem bíblica trecho bíblico bíblia como estudar teologia bíblia escola dominical escola dominical betel escola biblica betel escola bíblica betel escola dominical conamad auxilio professor ajuda professor subsídio professor auxílio professor subsidio comentario ebd comentário bíblico ebd professor mestre comentário biblico escola dominical comentario biblico escola bíblica comentario bíblico pregação pregador palestra estudo bíblico bíblico
Texto Áureo

“Antes que eu te formasse no ventre, eu te conheci; e, antes que saísses da madre, te santifiquei e às nações te dei por profeta”. Jr 1.5

Verdade Aplicada

É preciso que primeiro reconheçamos avocação que nos é dada por Deus e, assim, cumprirmos a missão.

Textos de Referência.

Jeremias 1.4-8

4 Assim veio a mim a palavra do Senhor, dizendo:
5 Antes que eu te formasse no ventre, eu te conheci; e antes que saísses da madre, te santifiquei às nações te dei por profeta.
6 Então, disse eu: Ah! Senhor Jeová! Eis que não sei falar; porque sou uma criança.
7 Mas o Senhor me disse: Não digas: Eu sou uma criança; porque, aonde quer que eu te enviar, irás; e tudo quanto te mandar dirás.
8 Não temas diante deles, porque eu sou contigo para te livrar, diz o Senhor.


Introdução

Neste trimestre, estudaremos o livro do profeta Jeremias, cuja mensagem foi direcionada, inicialmente, ao reino de Judá, para que o povo se arrependesse dos seus pecados e voltasse a sua adoração ao Senhor.

1 - Um profeta eleito por Deus

Para eleger líderes, Deus se fundamenta na Sua soberania. A eleição de Jeremias como profeta é descrita por um chamamento do próprio Deus (Jr 1.5) A Bíblia corrobora que Deus levantou profetas para executar os Seus planos para a nação de Judá. Ele escolhe Jeremias, que a princípio tenta recusar o chamado.

1.1 - A autoria do livro

A atuação do ministério profético de Jeremias foi no Reino do Sul, Judá, durante os últimos quarenta anos de sua história (627-586 a.C). O livro de Jeremias estende-se desde o ano 13 do reinado do rei Josias (Jr 1.2), até a primeira parte do cativeiro da Babilônia, tendo o próprio Jeremias como principal personagem deste contexto. O autor do livro é Jeremias (Jr1.1) Ele mesmo registrou parte de suas profecias (Jr 36.1,3). Depois de profetizar durante anos em Judá, Jeremias foi comissionado por Deus a deixar a sua mensagem por escrito (Jr 36.2) Mais tarde, vai se valer do seu escriba, Baruque, para redigir suas palavras (Jr 36.4). Assim sendo, a autoria do livro de Jeremias é fato comprovado. A Bíblia nos informa que outras pessoas atribuem a autoria do livro de Jeremias: Daniel e Esdras (Dn 9.2; Ed 1.1).

1.2 - As origens do profeta

Jeremias era de uma linhagem sacerdotal. Era membro da família de Hilquias (Jr 1.1). Pela sua linhagem sacerdotal, ele poderia ter desempenhado sua ocupação sacerdotal, o que lhe traria diversos privilégios, além de segurança. Jeremias entendeu sua chamada, trocou todo o conforto do sacerdócio para deixar Deus usá-lo em sua missão. Sua cidade natal era Anatote, perto de Jerusalém e estava situada na terra de Benjamim, que foi dada aos filhos de Arão. Era uma aldeia a 5 km a nordeste de Jerusalém, na mesma região onde o sacerdote Abiatar foi exilado por Salomão.

1.3 - O profeta não foge à luta

A fidelidade de Jeremias nos ensina que devemos ser audaciosos no cumprimento de nossa missão no mundo. Este livro é muito prazeroso de se ler. Não se pode apreciar a História Antiga sem compreender a História do povo de Israel neste período. É neste contexto que Deus iria levantar um dos maiores profetas que a História teria conhecimento. É provável que Jeremias tenha dado início ao seu ministério profético em Anatote. Contudo, foi perseguido, almejaram mata-lo em sua própria terra, segundo Jeremias 12.6. Jeremias dará ênfase a um quesito indispensável qualquer povo: a de jamais abandonar os princípios de Deus. Ele profetizou durante cinco reinados distintos. Foram os seguintes monarcas: Josias, Jeoacaz, Jeoaquim, Joaquim e Zedequias.


2 - Um profeta comprometido com Deus

O profeta Jeremias viveu em um período que tinha como cenário político disputas por um território muito importante, conhecido como Crescente Fértil. Diante destas disputas, Jeremias se manteve fiel ao Deus de Israel, diferentemente dos líderes da nação, que estavam envolvidos em um grau de depravação moral sem fim (Jr 2.11).

2.1 - O profeta da esperança

Jeremias exerceu seu ministério profético em um dos momentos mais críticos da história do povo de Deus. Entretanto, Deus sabia que podia contar com ele. Deus tinha certeza que Jeremias enfrentaria a elite governante e os desejos pervertidos do povo de Judá sem se contaminar. Deus fez Jeremias saber que sua vida seria de sofrimentos e dor, mas era para ele não desanimar diante das adversidades (Jr 26.12-13).

2.2 - Chamado em tempos de crise

Como é difícil ser chamado por Deus quando a situação não está de acordo com a sua vontade. Crise após crise ia aproximando Judá a passos largos da destruição (Jr 2.5). As agitações políticas e religiosas se faziam presentes neste contexto histórico. O profeta Jeremias, em meio a toda esta turbulência, não se acovardou. O povo de Israel cometeu dois pecados (Jr 2.13). O primeiro, foi o abandono do Senhor. Segundo, foi cavar cisternas rotas, isto é cisternas que não retêm água.

2.3 - Desafios da chamada no mundo contemporâneo

Vivemos em um momento onde muito se é dito e escrito de ruim sobre esta geração de cristãos. Os líderes têm que ensinar nos púlpitos a esta geração de adoradores que a religião cristã hoje nos dá a liberdade de nos aproximarmos de Cristo sem intermediário (1Tm 2.5). Esta geração tem que ter consciência de que a sua busca pela verdade só terá fim quando aprenderem a desejar o Senhor de todo coração (Sl 37.4). É ter a certeza de que somente a sede por Deus nos satisfaz de verdade (Sl 42.2).


3 - O profeta e a vontade de Deus

Ao estudar o livro de Jeremias, notamos que Deus apresenta um determinado propósito para ele: ser profeta (Jr 1.5). Isto é, ser porta-voz de Deus para a nação de Israel.

3.1 - Escutando a voz de Deus

Tem momentos que precisamos nos calar para ouvirmos a voz de Deus. Ser profeta não é fácil. É escutar de Deus e transmitirão povo. Quando somos convocados e escolhidos por Deus, é necessário estarmos atentos à voz dEle. Deus fala de múltiplos modos (Jó 33.14). Pode ser durante um culto; através de uma criança; na meditação de um versículo. Não importa o meio, o importante é que Ele fale conosco. Quando Deus fala com alguém, é porque tem um propósito (Jr 1.5). Será que você está preparado para ouvir a voz de Deus?

3.2 - Jeremias e seu encanto pela voz de Deus

A maior prova de que conhecemos a voz de Deus é quando nos tornamos dependente dEle. As Escrituras afirmam que “sem fé é impossível agradar a Deus” (Hb 11.6). Existem momentos que as lutas são tantas que pensamos em nos calar. Com Jeremias não foi diferente. Ele pensou seriamente em se calar. Então, disse ele: “Não me lembrarei dele e não falarei mais no seu nome; mas isso foi no meu coração como fogo ardente, encerrado nos meus ossos; e estou fadigado de sofrer e não posso”. (Jr 20.9). No entanto, ele não conseguiu, pois já havia provado do amor do Mestre. Ele já havia descoberto que “a voz do Senhor faz tremer o deserto” (Sl 29.8).

3.3 - Uma história de fé e perseverança

O Senhor nunca se cansa de convidar pessoas ao Seu Reino (Mt 11.28). Em Sua casa sempre há lugar para mais um. Aquele que houve a voz do Senhor, nem que seja uma única vez, necessita alimentar esta chama interior. Paulo e Silas, por exemplo, mesmo na prisão, não deixaram de louvar ao Senhor (At 16.25). Seus corpos estavam presos, mas as suas almas estavam livres. Não deixe que outras vozes ocupem o lugar da voz do Eterno na sua vida. Jeremias perseverou na vocação que foi chamado, se tornando um grande homem de Deus. Jeremias foi dotado de uma mensagem profética e clara, seguiu o caminho traçado por Deus, perseverando até o fim de sua jornada.


Conclusão

O profeta Jeremias foi levantado por Deus e anunciou o castigo que viria sobre o reino de Judá, caso o povo não se arrependesse. Jeremias foi açoitado, torturado, preso e até denunciado pelos próprios amigos. Entretanto, nada disso o fez desistir de sua chamada.


Questionário

1. As profecias de Jeremias foram conduzidas a qual reino?
2. Quando Deus chamou a Jeremias, o rei Josias tinha quantos anos de reinado?
3. Quem é o autor do livro de Jeremias?
4. Quais foram os reis de Judá que presenciaram as profecias de Jeremias?
5. O que são cisternas rotas?

Fontes Consultadas:

Bíblia Sagrada ARC/ARA/ACF/TB/BV/RV/NTLH
Jeremias (Revista EBD Professor) – Editora Betel – 2º Trimestre 2017 – Lição 01

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Revista EBD Editora Betel - 2º Trimestre de 2017 - Jeremias


Jeremias

Deus convoca o seu povo ao Arrependimento


EBD Betel 2º Trimestre de 2017

Neste trimestre, o assunto abordado é o livro do profeta Jeremias. Ele foi escolhido por Deus e revestido de autoridade pelo Eterno, a fim de cumprir sua missão. 
A princípio, o jovem profeta hesitou e temeu, até porque sua missão era falar a Palavra do Senhor ao povo, aos reis, aos falsos profetas e aos sacerdotes. Veremos no decorrer das treze lições que o serviço na obra do Senhor é bastante árduo. Jeremias foi abandonado e aprisionado devido às mensagens ásperas em suas profecias. Foi acusado de infidelidade por dizer, em nome do Senhor, que o povo de Judá deveria se render à Babilônia. Porém, mesmo diante de falsas denúncias e de ameaças de morte, Jeremias nunca se esquivou do seu chamado, cumprindo-o com esmero e afinco. Será uma excelente oportunidade para meditarmos sobre os propósitos de Deus ao disciplinar o Seu povo e as profecias de restauração e renovo. Esperamos que, após estudarmos estas lições, possamos ter a força necessária para prosseguir nos caminhos do Senhor e possamos nos tornar pessoas melhores na caminhada diária de nossas vidas.

Lição 01 - O Chamado de um profeta
Lição 02 – A intensidade das profecias de Jeremias
Lição 03 – A Postura Profética de Jeremias
Lição 04 – Jeremias: Suas crises e Solidão
Lição 05 – Atributos indispensáveis de um profeta
Lição 06 – O Senhor, justiça nossa
Lição 07 – A Coragem de um profeta levantado por Deus
Lição 08 – O Perigo de ser enganado por falsos profetas
Lição 09 – O Senhor é soberano entre as nações
Lição 10 – O Profeta desce à Casa do Oleiro
Lição 11 – A Soberba precede a Ruína
Lição 12 – Judá é levantada para o cativeiro da Babilônia
Lição 13 – Deus estabelecerá governo justo e eterno