quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Um pouco sobre o projeto Doutores de Almas


Nosso projeto surgiu durante um treinamento em Capelania, onde fui um dos alunos. Possuia prática em falar em público, dar aulas bíblicas mas, sempre no molde EBD; jamais havia pensado seriamente em treinar pessoas (obreiros). Vendo o desenvolver das aulas (8 sábados inteiros), comecei a me imaginar dando aulas. Por eu já possuir algumas centenas de materiais, ter lido sobre didática, práticas eclesiásticas, liturgia e ter feito Capelania prática (mesmo sem saber o que era isto) por ocasião de uma grande perda pessoal, em um hospital enorme, na Z. Sul do Rio, foi apenas uma questão de orar e fazer.
Estruturei uma linha-mestra de trabalho, criei este mural e estamos aí, falando um pouco sobre o Evangelho do Senhor Jesus Cristo para auxiliar aqueles que ainda não possuem formação Teológica modal, mas querem estar prontos para o combate em pouco tempo. Tendo o apoio de alguns lutadores calejados e antigos na estrada, fizemos alguns ajustes e vários incrementos. Desta forma, temos divulgado nosso trabalho treinando, reciclando e lapidando obreiros passo-a-passo em Niterói, São Gonçalo, Maricá e em algumas cidades do Rio de Janeiro e do Brasil. Temos tido contatos de irmãos no Canadá, Rússia, Alemanha, E.U.A., mas em caráter de avaliações. Nossa meta principal é o bom e velho “olho no olho”, tão esquecido quando se fala em curso bíblico, treinamento, ensino teológico e busca de conhecimento da Bíblia.
Nossa meta não é lucro ou ter uma sede própria; homens e mulheres de poucos recursos também são bem vindos! estes, igualmente as Igrejas pequenas, desde que devidamente alicerçadas em Cristo, podem e devem buscar aprimoramentos tanto quanto necessário. Fato típico vemos quando se faz um trabalho muito grande de ganhar almas e, depois, não se dispõe de discipuladores, nem visitadores, nem professores, nem conselheiros, nem oficiais pastores de almas(pastores de templos existem aos montes). Em pouco tempo, os novos convertidos esfriam e se desviam ou, pior ainda, se tornam péssimos exemplos por não terem sido bem assessorados.
Contamos com sua ajuda, amado leitor, seja divulgando o site, opinando, criticando, e principalmente, orando. Contribuições financeiras somente dos que se dispuserem. Nosso pequeno instituto funciona e funcionará, aonde houver necessidade: igrejas, escolas, empresas ou nos lares. Amamos o que fazemos, Fazemos por sentirmos a convocação. Atendemos pra levar vidas à Cristo.
Também fazemos algumas atividades em Ações Sociais(consultorias e implantações) e campanhas de oração. Entre os que me muito me fortaleceram, destaco o bispo Robert da Igreja Enviar de Alcântara e o pastor Nilson Dias, da A.D. na Chácara Rio-Petrópolis, D. Caxias.


Robson Costa
Capelão Cristão
  Rio, quarta-feira, 16 de novembro de 2011
 


Projeto Doutores de Almas - Docência e Práticas

Todos os cursos do Instituto Bíblico Doutores de Almas são de CARÁTER LIVRE, portanto de acordo com o Art 42 da Lei Nr 9.394/96 (Diretrizes e Bases da Educação Nacional) e Lei Nr 11.741/08 não necessitam de reconhecimento dos órgãos governamentais. Nossa equipe faz opção pela "visão ministerial pentecostal”. Não temos nem buscamos o reconhecimento do MEC. Nossos cursos são de capacitação e reciclagem de obreiros cristãos. Não ministramos cursos em nível superior nem os conhecidos Básico ou Médio em Teologia
Até o momento nossos treinamentos, palestras e cursos são ministrados por instrutores leigos autodidatas, mas que sempre participam de treinamentos teológicos modais e são pesquisadores de obras renomadas da área (sempre membros idôneos de igrejas evangélicas legalizadas). Proibimos laboratórios experimentais doutrinais em nossas aulas ou a exposição despropositada de cunho não-ortodoxo, proselitista, desordeiro ou desagregadores e zelamos em cumprir estritamente as ementas, sempre que possível (dentro da conduta, do respeito e da urbanidade).
Somos uma equipe cultural e educacional, cristã evangélica, pentecostal e interdenominacional de Natureza Jurídica Livre com amparo dos parágrafos 8º e 9º do Art 5º, Art 205, Art 206 e parágrafo 1º do Art 210 da Constituição Federal e de auto-regulamentação autorizada pelo Decreto Lei Nº 9.475/97 (Ensino Religioso) e Pareceres 241/99 (DOU 05/07/1999) e 063/04 (DOU 01/04/2004) do Conselho Nacional de Educação.
Oferecemos treinamento, conhecimento e ensino através de parcerias com escolas, igrejas, associações de moradores, ONGs, empresas, cooperativas, lares e instituições ligadas à divulgação do Evangelho de Jesus Cristo, à impressão e/ou edição de materiais bíblicos impressos  ou à distribuição e venda dos mesmos. Não nos vinculamos a partidos políticos, ministérios, convenções, entidades classistas, nem a sociedades secretas. Sempre trabalhamos de forma aberta e livre às visitações.

Cursos e Treinamentos - Especificações

Público-alvo: oficiais e líderes em geral (pastores, evangelistas, presbíteros, diáconos, auxiliares de trabalho, professores da Escola Bíblica ou equiparados) e obreiros (membros que obram), sejam líderes de grupos ou departamentos, conselheiros das igrejas de Cristo de ambos os sexos e outros.

Materiais do Curso: Apostilas produzidas pelo Projeto Doutores de Almas e vídeos-aulas produzidas pelo Instituto Cristão de Pesquisas (em negociações).

O material é fornecido na primeira aula (quando não há aula-demonstração). Previamente é feito o preenchimento da ficha cadastro-relacional e fornecido o pedido de matrícula (principal quesito de aprovação: documentos e cartas de apresentação ). Uma vez devidamente matriculado e preenchido os pré-requisitos), enviamos ao aluno os dados para pagamento da taxa.

Obs:

1) É indispensável a entrega dos documentos e cartas de apresentação exigidos.

2) Não disponibilizamos nenhum material de forma virtual, em princípio.

Ementas (alguns dos temas principais vistos em nossos cursos; alguns dão nome a alguns cursos):

CAPACITAÇÃO DE OBREIROS – Visa este curso oferecer bases teorico-práticas para os que desejam o Episcopado: ser obreiro(a), diácono, diaconisa, auxiliar de trabalho, cooperador(a) na igreja (oficiais).
Também deve e se propõe a oferecer conteúdos e trabalhos de campo que servirão de aprimoramento para aqueles que já exercem cargos de obreiro(a) e que precisam aprimorar seu ministério.
Não é possível esgotar o assunto em tais moldes, apenas procuramos ver e passar os temas que achamos mais relevantes para a formação e/ou capacitação de um(a) obreiro(a). Cremos fortemente que havendo determinação, interesse, dedicação e perseverança por parte do(a) obreiro(a) em estudar e aprender, iremos  alcançar o objetivo, que é contribuirmos para capacitar obreiros(as), sempre aprovados(as) para a obra do Senhor (II Tm. 2:15).


CAPACITAÇÃO DE PROFESSORES DE EBD – A intenção deste curso é capacitar, aperfeiçoar e qualificar pessoas que trabalham ou não em Escola Bíblica Dominical.
Tomando por diretriz-mestra que a EBD é um seminário gratuito e aberto a todos que desejam aprender mais sobre a Bíblia Sagrada, é necessário um conhecimento básico das áreas bíblica, teológica, didática, bem como dos mecanismos psicológicos e educacionais que estão subjacentes ao processo de ensino-aprendizagem do ser humano.


CAPACITAÇÃO DE DISCIPULADOR – O discípulo é aquele homem ou mulher disposto a seguir as regras, ensinamentos, normas, doutrinas de seu mestre. Os discípulos de Jesus são aqueles que desejam servir à causa e à obra de Cristo. Jesus disse para os seus escolhidos que deveriam fazer discípulos e lhes ensinassem a guardar tudo que foi falado. Esta missão continua nos dias atuais.
Como posso fazer discípulos se eu ainda não sei o que é um discípulo? O discípulo é aquele homem ou mulher desprendido, disposto determinado a seguir as regras, ensinamentos, normas e doutrinas de seu mestre. A nossa proposta neste curso é capacitar o cristão a ser um discípulo e, ao mesmo tempo, um fazedor de discípulo.


ARQUEOLOGIA E GEOGRAFIA BÍBLICA – Mostrar um panorama bíblico em relação às terras judaicas. Relacionar as histórias bíblicas, muitas delas tidas como mitologia, com as descobertas arqueológicas que vão corroborar os fatos ali descritos.
A Arqueologia confirma com seus achados a exatidão de textos bíblicos e o conteúdo das Escrituras. Tais provas tem mostrado a falsidade de algumas teorias de interpretação da Bíblia, auxiliado a estabelecer a exatidão dos originais gregos e hebraicos e a demonstrar que o texto bíblico foi transmitido com altíssima exatidão.
Ela também tem confirmado a exatidão de muitas passagens das Escrituras, como, por exemplo, afirmações sobre numerosos reis e toda a narrativa dos patriarcas.


ADMINISTRAÇÃO DE IGREJAS (consultoria a grupos pré-existentes) – Auxiliar os responsáveis administrativos de igrejas e sua equipe nesta honrosa missão.
Conceito de administração, atas de reunião, organização de secretaria, organização de tesouraria, regras parlamentares, utilização da Bandeira Nacional em cultos solenes e luto nacional, novo código civil, assuntos polêmicos, etc. Serão exibido alguns modelos práticos utilizados em relatórios, anuários, escalas de pregação, ensino e condução dos trabalhos, como também relatórios financeiros de entrada/saída, gastos, dispesas com pessoal e tantos outros.


BIBLIOLOGIA DO ANTIGO TESTAMENTO – Estudar e pesquisar as Escrituras são atividades, prazeres e obrigações naturais do cristão. É a nossa arma, nossa base, nossa regra de fé e de práticas e todo bom soldado deve saber usa-la de modo piedoso e eficaz. Somente conhecendo as doutrinas bíblicas do Antigo Testamento entenderemos a história da provisão de Salvação ao homem: Cristo,  narrada desde a fundação do mundo.

Os escritores neotestamentários pensavam no Antigo Testamento a fim de desenvolver sua própria teologia. Logo, vemos que a influência do Antigo Testamento está mais para um tesouro explorado com entusiasmo do que para um contexto passivamente aceito.

A construção de uma Teologia do Antigo Testamento, é ainda a abordagem mais rica e criteriosa a partir do tema da aliança. O estudo bibliológico-doutrinário do AT, mostra-nos aspectos fundamentais da aliança entre Deus e o homem e seus desdobramentos em categorias teológicas em todo o Antigo Testamento.

O Antigo Testamento deu aos autores neotestamentarios as categorias-chaves e o arcabouço geral de uma teologia estruturada pela história redentora — a qual eles interpretaram para revelar seu significado inato. Essa subestrutura é claramente mais forte em alguns livros do que em outros, sendo que também pode atuar de diferentes formas. No entanto, não resta dúvida alguma acerca de sua presença e importância.


BIBLIOLOGIA DO NOVO TESTAMENTO – Somente conhecendo as doutrinas bíblicas do Novo Testamento, que é o cumprimento do AT, poderemos ser um “obreiro aprovado” que manuseia bem a palavra da verdade e refutar as heresias que permeiam muitas igrejas.

O Novo Testamento não é um mundo em separado. Juntamente com o Antigo Testamento, constitui uma parte da Bíblia dos cristãos, originada no contexto da obra e dos ensinamentos de Jesus (que viveu e pregou na vigência plena do AT) e da formação da igreja primitiva. O ‘fim’ do AT, é exatamente quando ele institui o novo pacto, a Santa Ceia e completa-se com o rasgar do véu do Templo. No Pentecostes, seguem-se, então, as formas de ação do novo povo. Situa-se no início do desenvolvimento histórico da teologia sistemática ou dogmática. Estes aspectos são relevantes para nosso estudo.
Considerar o Novo Testamento como parte da Bíblia acarreta algumas questões importantes e inevitáveis, que por sua vez nos levam a duas ou três tarefas a elas relacionadas. Os primeiros cristãos viam-se como herdeiros da religião vista no Antigo Testamento, o judaísmo. Viam-se como uma continuação do povo que adorou o Deus de Abraão, Isaque e Jacó, cuja expressão literária encontra-se no que vieram chamar de Antigo Testamento. Portanto, uma questão essencial está em determinar-se a relação existente entre os dois Testamentos. Devemos nos perguntar especialmente: de que forma os autores do Novo Testamento viam o Antigo Testamento e como o utilizavam? Seria possível, ou mesmo preferível, a alternativa de escrever uma teologia de toda a Bíblia, em vez de simplesmente um estudo de um dos Testamentos? Isso seria uma tarefa monumental, ainda mais difícil em razão dos próprios estudiosos do Novo Testamento.

É forçoso concluir que um estudo sobre a teologia neotestamentaria irá, inevitavelmente, oferecer-nos uma teologia bíblica, na qual não poderemos nos eximir de mostrar como a revelação em sua totalidade está relacionada àquela particular porção que chamamos Novo Testamento.


HISTÓRIA DO CRISTIANISMO – O conhecimento da História da Igreja Cristã (nascimento da igreja) é estritamente necessária no mundo hodierno para não seguirmos os descaminhos do passado ou nos omitamos diante de decisões e atos claramente espelhados em procedimentos em contrário à Doutrina Cristã ou contra leis e normas procedentes e não imorais.

A história da Igreja exibe vida nas eras da Igreja. Trataremos dos fenômenos contemporâneos como mega-Igrejas e cultos voltados para não-crentes, efeitos da Mídia em massa , a abertura das sociedades anteriormente fechadas à Palavra. A História é uma história de Pessoas, em suas motivações, dúvidas, temores e Questões.


TEOLOGIA ESCATOLÓGICA – Nos dias atuais é necessário o conhecimento das coisas que estão para acontecer no seio da Igreja, no cosmo e no mundo para que possamos arrebatar alguns do fogo de modo que não sejam condenados à perdição.
A história segue seu rumo em contínua caminhada rumo a Deus. A história da progressiva revelação de Deus coincide com a história da constante aproximação de Deus.
A Evolução é o processo de cristificação do Universo num ato de convergência rumo ao ponto Ômega (Cristo). Esta visão otimista, conforme Paulo mostra, é sobre o fim do Cosmo: o Cosmo cristificado será entregue ao Pai (1Cor 15,28). Continua a ameaça do dualismo entre Fé e Mundo, que gera dois grupos: os esperançosos na Fé que se retiram do mundo; o outro, o dos que apoiam suas utopias no mundo e se distanciam da Fé.
Como superar o antagonismo entre Fé e vida? O que dará novo conceito à Escatologia: uma Teologia escatológica que leva a sério os conhecimentos científicos sobre a evolução e ao mesmo tempo se baseia na Fé, não pode fazer separação entre a história evolutiva do mundo e a história evolutiva da Salvação.


TEOLOGIA SISTEMÁTICA – Teologia: “estudo de Deus”. A palavra “sistemática” fala de estruturar em um sistema (sempre compreensível e funcional). Teologia sistemática é, então, a divisão da Teologia em sistemas que explicam suas várias áreas. Por exemplo: Nenhum livro sozinho dá todas as informações sobre os anjos. A Teologia Sistemática reúne os assuntos sobre os anjos em todos os livros da Bíblia e as organiza em um sistema: Angelologia. É a organização dos ensinos da Bíblia em sistemas de categorias.

Teologia Própria, Cristologia, Pneumatologia, Bibliologia, Soteriologia, Eclesiologia, Demonologia Cristã, Antropologia e Hamartiologia, entre outras tantas, são algumas de suas divisões
Teologia Bíblica é estudar um certo livro (ou livros) da Bíblia e enfatizar os diferentes aspectos da Teologia que ele focaliza. Por exemplo, o Evangelho de João é muito Cristológico, pois focaliza muito na divindade de Cristo (João 1:1,14; 8:58; 10:30; 20:28). A Teologia Histórica é o estudo das doutrinas e como elas se desenvolveram através dos séculos da igreja cristã. A Teologia Dogmática é um estudo das doutrinas de certos grupos cristãos que possuem doutrinas sistematizadas, por exemplo a Teologia Calvinista e Dispensacional. A Teologia Contemporânea é o estudo das doutrinas que se desenvolveram ou têm estado em foco recentemente. A Teologia Sistamática é uma importante ferramenta em nos ajudar a compreender e ensinar a Bíblia de uma forma organizada.


Estudo das disciplinas curriculares: Os conteúdos das disciplinas são disponibilizadas por meio de apostilas.

A avaliação dar-se por observação durante as aulas, testes práticos e principalmente pontualidade e freqüência.

Documento de Conclusão: Tendo sido aprovado nas disciplinas do curso o aluno estará apto a receber o CERTIFICADO DE CURSO DE CAPACITAÇÃO com a assinatura do instrutor reconhecida em cartório.

Obs.: os impontuais não receberão certificado. Os faltosos (mais de 20% de faltas) farão trabalhos conforme critérios pré-definidos. Tendo pontuação baixa, receberão apenas certificado de participação.





 

Outros Cursos


Formação de professores de EBD

Introdução - O que você sabe? O que você já estudou? Quanto estuda e estudará?
1. Escola Bíblica Dominical - visão geral, origens, propósitos e objetivos
2. Relações humanas - diferentes crenças, formações doutrinais, costumes, faixas etárias, sociais e culturais 
3. Inovações e métodos - modas e didáticas antigas
4. Motivação - deixando a cama e a tv,
5. Princípios de aulas em equipe 
7. Desafios ao ensino e aprendizado: como enfrentá-los e vencê-los 
9. Noções de organização, funções, liturgia e cronogramas na EBD
10. Ensinando a aprender aprendendo a ensinar - a busca do conhecimento não é matéria despejada

Grade do Curso Oração, Intercessão e Clamor
  • Conceito de Intercessão;
  • Fundamentos Bíblicos;
  • Perfil do intercessor;
  • O Ministério de Intercessão;
  • Armas Espirituais;
  • Tipos de Oração;
  • Como Funciona o Ministério na Prática;
  • Estratégias Espirituais;
  • Dúvidas Frequentes e muito mais.

Curso Obreiros: Diaconia
  1. Introdução
  2. A conduta do obreiro
  3. O diaconato
  4. As qualificações necessárias
  5. Líderes irrepreensíveis
  6. O líder e seu lar
  7. Líderes bem qualificados
  8. Líderes da paz
  9. O líder e o dinheiro
  10. Testemunho do líder cristão
  11. Líder amigo do bem
  12. Líder justo e piedoso
  13. História da igreja local *
  14. Visão da igreja local *
  15. Liturgia da igreja local *
* Estas 3 últimas aulas devem ser fornecidas pelo Pastor Local, pois esses assuntos diferem de uma Igreja para a outra. O nosso objetivo é respeitar a individualidade e o chamado de cada Igreja e de cada Pastor.

Redes Ministeriais

Este curso o ajudará em sua viagem pessoal através das sessões de descoberta do programa. Você entenderá o desígnio de Deus para a igreja e seu papel dentro dela.
O programa Rede Ministerial fará você ser capaz de descobrir, de forma eficaz, ao longo das sessões do programa como trabalhar na Obra de Deus nas áreas onde possui mais aptidões, habilidades, capacidade e alegria. No meio evangélico, não há nada igual para líderes de igrejas. O formato e o conteúdo deste curso farão com que você, que até então só tinha alcançado resultados médios no seu ministério, obtenha sucesso acima da média.
Cada participante do programa Rede Ministerial trabalha através de uma série de avaliações que os leva a descobrir sua combinação única de dons espirituais, paixão, e estilo pessoal. Os participantes são também ensinados sobre o propósito e a natureza bíblica da igreja como o corpo de Cristo, e a importância da contribuição exclusiva de cada membro.


Capelania Hospitalar, Escolar , Cemiterial e Socorrista

É uma prestação de serviço religioso ministrado aos enfermos em hospitais da rede pública ou privado, também garantido por lei federal e leis estaduais. Importante destacar que, embora a entrada de ministro religioso seja facultada por lei, este tipo de serviço não deverá trazer nenhum tipo de prejuízo aos enfermos no seu leito de internação coletiva. A equipe médica determinará sobre a possibilidade de um paciente, dadas as circunstâncias, estar apto ou não a receber a assistência religiosa.

A capelania hospitalar desdobra-se no atendimento a vários tipos de enfermos: soropositivos, cancerosos, infantes, pacientes terminais, pacientes graves e etc. Para cada tipo de paciente requer-se um preparo e sensibilidade do capelão. É sempre uma linguagem diferenciada e apropriada.

O Capelão hospitalar é o religioso devidamente qualificado, que cuida da assistência religiosa e espiritual dentro do hospital, quer seja dos doentes ali internados, quer seja do pessoal de trabalho no hospital; médicos, enfermeiros, psicólogos assistentes sociais, terapeutas, ouvidores e outros funcionários das diversas áreas administrativas. O hospital é uma instituição que busca uma cura física. Temos que respeitar o ambiente, a estrutura hospitalar e o trabalho dentro das normas estabelecidas. Como evangélicos a Constituição Brasileiro nos da o direito de atender os doentes, porém não é um direito absoluto. Devemos fazer nosso trabalho numa forma que não atinja os direitos dos outros.

Escolar

A escola é o maior campo missionário dos nossos dias. Ao nos aproximarmos das escolas, conhecemos uma realidade desafiadora. Professores, diretores, alunos e pais estão exauridos em busca de soluções para seus conflitos e percalços. Esta realidade pode ser vista como uma grande porta aberta para que a igreja brasileira seja relevante em seu tempo, e a Capelania Escolar é o ministério que oferece “pastoreio”, consolo e um ombro confiável para que a pessoa sofrida possa compartilhar sua DOR.

A Capelania escolar se interessa pela vida integral do Ser humano, e isso abrange a geração da vida eterna dentro da personalidade humana, em direção à semelhança com o Deus que a dá. A Capelania dirige sua atenção para o desenvolvimento de toda a realidade humana, para que possa refletir com perfeição cada vez maior a personalidade de Jesus Cristo, nosso maior exemplo de Mestre, servo e Senhor. Amar, Aconselhar, edificar , fortalecer, encorajar, ministrar, instruir, orar, orientar, santificar (na palavra da verdade) são verbos comumente conjugados na prática da tarefa da Capelania Escolar.

Nesta época em que os alicerces familiares e as bases da educação têm sofrido abalos contundentes. Cremos que a contribuição do PAPE (Programa de Ação Preventiva Escolar) é significativa pois possibilita ao homem uma exteriorização cada vez mais adequada do seu ser espiritual.
A Capelania Escolar, através da pessoa do Capelão Escolar, destina-se a demonstrar com simplicidade, como a tarefa da ação espiritual na escola, pode trazer benefícios eternos para a comunidade escolar e para toda sociedade .

Cemiterial

Seguindo as naturalidades da vida e, por vezes de formas trágicas, deparamo-nos com a partida deste mundo: A Morte. Muitas vezes faz o trabalho de Capelania em Hospitais, encerrar-se com o abandono do vivos: os parentes, amigos, vizinhos e cônjuges. É necessário o amparo possível e impossível aos que ficaram, seja em socorro econômico, psicológico, afetuoso, emocional, fraterno, espiritual, psiquiátrico e outros.

Ao nos depararmos com uma situação de falecimento de alguém, percebemos o quanto estamos despreparados para tal momento, principalmente se for alguém muito querido. A assistência à família é imprescindível e deve ser oferecida por pessoas capacitadas para tanto, para ajudar e não aumentar o sofrimento já existente.

Esta curso permitirá não só esta capacitação de quem irá ministrar, como também formar uma equipe de apoio ao pastor que vá conduzir a cerimônia ou atuar junto às pessoas em várias ocasiões.

Quando perde-se alguém ou vemos a partida de quem quer que seja, esse fato (acontecimento) mesmo não planejado, amargo, indesejado e doloroso, nos deixa diante de uma grande oportunidade de fazer uma melhor reflexão:

1) Como estamos diante da vontade de Deus, revelada nas Escrituras? E nossa vida para com o Senhor Jesus, o único que pode nos redimir?

2) Qual é a real condição espiritual de cada um para viver a Eternidade?

3) Em se tratando de um momento delicado, sofrido e muitas vezes até mesmo desesperador, os Capelães tem a missão e objetivos de levar aos familiares e amigos da família, vizinhos e outros, uma palavra de consolo e conforto espiritual, provando aos presentes através da palavra de Deus, que nem sempre a morte é o fim. E que o nosso Deus em Cristo Jesus tem um propósito em tudo, conforme a sua Palavra; (Jo: 14. 2,3).

A assistência cemiterial não termina com as despedidas após o sepultamento. Nem com qualquer tipo de delimitações pós-morte: há de se tentar conquistar aquelas almas primeiramente para si, como novas amizades, novos laços, ao passo que, sutilmente esteja-se ministrando o amor e carinho de Deus, seu poder, sua Glória e consolo. Ao ter-se completado tal conquista, Cristo estará plantado em tais vidas.

Também provê sugestões para mensagens; cerimônia em casa, na igreja ou velório e o evangelismo nesta hora.

A Capelania com muita habilidade, poderá realizar um excelente trabalho de evangelização: levando apoio com orações e conforto, aos entes queridos, familiares e amigos e convidados em geral. Pois o Capelão estará levando uma palavra de compadecimento, e consolo: Is 49:10; Fl 2:1; Cl 2:2; I Tss 4:18.

Socorrista

O termo “Socorrista” faz menção a tentar amparar o ser humano em sua totalidade. Havendo interesse e possibilidade, é feito parceria com a Cruz Vermelha do Brasil para a formação Socorrista Emergencial (acidentes e Primeiros Socorros). Trata-se de capacitar os alunos para poderem atuar em acidentes envolvendo pessoas e veículos, acidentes domésticos, com idosos, crianças, queimaduras, paradas cárdio-respiratórias,

Desejando maiores detalhes destes ou de outros cursos, treinamentos ou uma palestra explicativa gratuita, contate-nos  

robsontj@ibest.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colabore conosco: escreva seus pontos de vista, opiniões ou críticas. Contamos contigo neste trabalho