segunda-feira, 14 de outubro de 2013

EBD Editora Betel - Davi, O Verdadeiro Gigante


Assembleia de Deus CONAMAD
Lição 03 – 20 de Outubro de 2013
Revistaebd Revista escola bíblica dominical editora betel conamad Passagem bíblica trecho bíblico bíblia como estudar teologia bíblia escola dominical escola dominical betel escola biblica betel escola bíblica betel escola dominical conamad auxilio professor ajuda professor subsídio professor auxílio professor subsidio comentario ebd comentário bíblico ebd professor mestre comentário biblico escola dominical comentario biblico escola bíblica comentario bíblico pregação pregador palestra estudo bíblico bíblico

Olá, amado!

Tenha um ótimo fim-de-semana, boa aula, estude todos os artigos indicados, faça seus próprios apontamentos, anote as dúvidas dos alunos e faça contato conosco, por qualquer motivo que seja. Precisamos de você!

Shalom

R.S. Costa

Texto Áureo

“Davi, porém, disse ao filisteu: Tu vens a mim com espada, e com lança, e com escudo; porém eu venho a ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado”. I Sm 17:45

Saul vestiu a Davi da sua armadura. O fato de Davi experimentar a armadura de Saul indica que ele tinha aproximadamente a mesma estatura. Se este for o caso, as zombarias de Golias em relação à capacidade do "jovem" são mais agudas do que comumente se supõe.
O seu cajado. Provavelmente um cajado usado para facilitar a caminhada e espantar cães ferozes, ainda em uso no Oriente Médio. Sua funda. Em todas as épocas a funda sempre foi a arma favorita dos pastores da Síria. Os benjaminitas eram especialmente capazes no uso delas; até mesmo um canhoto podia jogar pedras "num cabelo (tendo a largura do cabelo por alvo ), e não errava" (Jz. 20:16).

Comentário Bíblico Moody AT/NT

Verdade Aplicada

Existem casos em que a oração deve ser substituida pela ação. O que Deus espera de nós para realizar grandes milagres é apenas uma atitude.

Objetivos da Lição

Ensinar que Deus sempre nos observa como somos e não como as pessoas nos veem;
Apresentar a dimensão espiritual na qual Davi estava mergulhado no momento da batalha;
Mostrar que Davi tomou a atitude de enfrentar Golias.

Glossário

Indubitavelmente: que não pode ser objeto de dúvida; certo, incontestável, indiscutível;
Fascinou: admirar, assombrar, atrair, cativar, conquistar, deslumbrar;
Melancólicas: que, por temperamento, é dado à melancolia, à tristeza; triste, sombrio.

Textos de Referência

I Sm 17:41 O filisteu também vinha se aproximando de Davi; e o que lhe levava o escudo ia adiante dele
I Sm 17:49 E Davi pôs a mão no alforje, e tomou dali uma pedra e com a funda lha atirou, e feriu o filisteu na testa; e a pedra se lhe encravou na testa, e caiu sobre o seu rosto em terra.
I Sm 17:50 Assim Davi prevaleceu contra o filisteu, com uma funda e com uma pedra, e feriu o filisteu e o matou; sem que Davi tivesse uma espada na mão.


Introdução

Num dia como outro qualquer, sem saber o que poderia lhe acontecer, Davi é comissionado por seu pai para levar uma refeição para seus irmãos que estavam no vale do carvalho sendo afrontados pelos filisteus e seu campeão Golias (I Sm 17:20). Os olhos temerosos dos israelitas estavam tão fitos no gigante, que nem se deram conta do momento em que seu pequenino campeão chegou. Foi um dia histórico, que mudou a vida de Davi para sempre.


1. Conhecendo o pastor Davi

Ao chegar ao vale de Elá e deparar-se com aquela cena aterrorizante, Davi resolveu dar um passo a mais em sua vida, enfrentar Golias em nome do Senhor. Na verdade, não temos posicionamento bíblico para afirmar de onde surgiu tal coragem, mas uma coisa é certa, a unção nos leva a fazer coisas que jamais seríamos capazes de raciocinar antes de fazê-las. Golias tinha tudo que geralmente impressiona e intimida, mas Davi revela que aparência nada significa quando vemos Deus como o maior de todos.

Davi chegou ao acampamento do exército em tempo de ouvir Golias pronunciar seu desafio. Para surpresa de Davi, o desafio continuava sem resposta. Apesar da aparência amedrontadora do adversário, Davi acreditava que Deus daria vitória ao homem que enfrentasse Golias. Ele ficou admirado por ninguém estar disposto a lutar para conquistar a garantida vitória. As palavras de Davi chegaram aos ouvidos do rei. Ao saber que havia um homem com coragem para enfrentar Golias, Saul imediatamente mandou chamar Davi. Sem dúvida, Saul ficou decepcionado ao ver que um mero pastorzinho estava disposto a lutar com o gigante.
Em desespero, Saul ofereceu a Davi sua armadura e suas armas. Davi tentou, mas recusou-se a usar o equipamento de proteção. Em vez disso, ao aproximar-se do local em que iria confrontar Golias, Davi escolheu suas próprias armas. De um riacho que passava por ali, ele pegou cinco pedras lisas.
Provavelmente também levava consigo seu cajado de pastor (1 Samuel 17:42). Com esses itens, mais sua leal funda, ele se equipou para enfrentar o gigante Golias.

Tenho que Enfrentar um Gigante – Como Resolver Problemas em I e II Samuel – Ancil Jenkins


1.1 Davi um herói sem aparência

Conceitos orientadores: impressionar; aspectos; depreciação; desdenhar; cartazes; histórico; retórica; persuasão e falácias

Apesar de ser apenas um rapazinho de “gentil aparência”, Davi  já havia sido ungido como sucessor de Saul (porem o próprio  Saul não sabia disso). Também  trabalhava como escudeiro de Saul e terapeuta (tocava harpa para ele quando estava nervoso). Deus não falava mais com Saul e um espírito maligno (permitido por Deus) se apoderava dele.
Davi foi ao campo de batalha levar comida para seus irmãos que estavam no fronte. A guerra não prosseguia pois Golias, o soldado “campeão” dos filisteus, desafiava a todos com uma proposta de uma luta de dois homens: ele e algum que se aventurasse a lutar contra ele. Chegando ao acampamento do exército, Davi ainda pode ouvir Golias pronunciar mais uma vez seu desafio. Espantado de que o desafio (e as afrontas) continuava e ninguém respondia, ele decide voluntariar-se como resposta. Mesmo diante da impossibilidade natural devido a aparência amedrontadora do adversário, Davi acreditava totalmente que Deus daria a vitória ao homem fiel que enfrentasse Golias. Todos temiam Golias por sua aparência, mas o verdadeiro gigante estava na pele de um adolescente. Foi um dia comum, que Deus escolheu para escrever seu nome para sempre na história. Deus ainda continua o mesmo, entreguemos a ele as diretrizes de nossa caminhada.

Aparência - citações (I) (II) (III) (IV) (V)

1.2 Todo herói possui armas especiais

Conceitos orientadores: técnicas; táticas; surpresas; inovações; investidas; integridade moral; cumprimento do dever

            O gigante Golias realmente estava fortemente armado e ele era muito forte fisicamente e hábil em batalhas e combates. Mas, e além disto? Seriam seus deuses mais fortes que o Senhor dos Exércitos? A julgar pelos relatos bíblicos, é claro que não!
            A questão, na verdade, não é se nós estamos aptos fisicamente para encarar dadas situações, por mais complicadas e ‘impossíveis’ que pareçam ou que costumam ser. Se nós acreditarmos que alguém tem o poder e as armas para nos equipar a encarar qualquer situação, poderemos de fato vencer toda e qualquer batalha. Este alguém é o Senhor dos exércitos.
            Tais armamentos estão esperando por nós. Eles estavam lá por Israel em todos os dias que eles estivessem tremendo de medo. Em vez de acreditar nele, estavam procurando salvação através da “lança e espada”, e quando eles não puderam encontrá-la eles ficaram aterrorizados. Deus é a arma mais poderosa de qualquer guerreiro!


1.3 Cinco seixos do ribeiro

Conceitos orientadores: provisão; previdência; avaliações; análises; conhecimentos; destreza; amostragem; suprimentos; equipar; necessidades reais;superfluidades;

O que teria levado Saul a dar uma oportunidade a Davi? Humanamente ele era a derrota certa em pessoa! Amado leitor, em quem você apostaria? Você teria crido nos relatos do próprio voluntário sobre suas capacidades, ou deixaria ele ir por falta de outra alternativa? Teria o E. Santo dado seu toque no rei?
Davi não precisava do apoio de ninguém a não ser Deus. Devido à sua determinação e ousadia demonstrados, é possível que mesmo sem o aval real ele teria ido à peleja. Indo ao ribeiro e pega cinco seixos (pedras), e usa apenas um para derrotar o gigante (I Sm 17:40). Ao ajoelhar-se ou se curvar para pegar as pedras, Davi nos faz vir à mente que para cada batalha de nossa vida, um gesto de humildade e reverência diante do Espírito Santo nos levará a grandes feitos.



2. O impressionante Golias

Golias afrontava os exércitos de Israel, convidando-os para uma luta representativa, onde apenas duas pessoas se enfrentariam. De um lado, estava ele representando o exército filisteu, do outro, o escolhido de Israel. Quem ganhasse, o seu exército ganharia, quem perdesse, todo seu exército perderia (I Sm 17:8 e 9). Assim o fazia todas as manhãs e todas as tardes, durante quarenta dias, até encontrar-se com Davi.

2.1 O aterrorizante Golias

Conceitos orientadores: pânico; coagir; desmoralizar; amedrontar; desmotivação; capitular; probabilidades; mensurações e cálculos; hesitação e temeridades

Seis côvados e um palmo. Um côvado tem cerca de 45,72cms, e um palmo cerca de 22,86cms. Golias tinha 2,97ms de altura. Era um sobrevivente da antiga raça dos Enaquins, um remanescente que refugiou-se em Gaza, Gade e Asdode, quando Josué os exterminou (Js. l 1 : 21, 22 ) das montanhas de Judá.
Couraça de escamas. Esta peça de armadura, feita de escamas de metal, protegia o corpo até os joelhos. Armaduras desse tipo são representadas nas esculturas assírias.
Bronze. Excluindo a lança, todas as armas defensivas de Golias eram de bronze, enquanto que as de ataque eram de ferro.
O escudeiro. Era um ajudante que carregava um grande escudo na frente do guerreiro para proteger todo o seu corpo.
Não sou eu filisteu? O Targum de Jônatas declara que Golias continuou se vangloriando que ele matara Hofni e Finéias e levara a arca a casa de Dagom, e que em muitas ocasiões matara israelitas.
Para que ambos pelejemos. Muitas batalhas da antiguidade foram decididas por uma luta entre dois guerreiros. Aquiles e Heitor concordaram em lutar para resolverem a Guerra de Tróia. Golias propôs que a diferença entre Israel e a Filístia fosse resolvida entre ele e um guerreiro israelita.

Comentário Bíblico Moody AT/NT

Da encosta da montanha, Golias olha lá para baixo. Ele junta mente com seu bando de filisteus transformaram aquele vale em uma floresta de lanças; Ele ostenta os exércitos, que recuam e se encolhem amedrontados com sua destruidora aparência. Nosso Golias pode ser o desemprego, o abandono, o abuso sexual ou a depressão. O nosso gigante não desfila pelas montanhas; ele pode estar no escritório onde trabalhamos, em nosso quarto, na sala de aula. Ele traz contas que não podemos pagar; notas que não pode tirar pessoas a quem não podemos agradar, o pecado que não conseguimos resistir. Ele nos ostenta com um passado em que não podemos mexer e um futuro que não conseguimos encarar. Ele é vil, aterrorizante. Mas, em nome do Senhor, poderemos vencê-lo. Com apenas uma pedra ele se calará.

2.2 Golias surge, Deus desaparece

Conceitos orientadores: fé; intimidade com Deus; experiências pessoais; determinação supremacia; soberania; naufrágio espiritual; temor, medo e

Antes de tornar-me cristão, não estava particularmente surpreso com as circunstâncias caóticas de minha vida. Aquilo parecia ser a vida mesmo. Todos ao meu redor estavam passando pelas mesmas coisas. Entretanto, ouvi, de amigos cristãos, uma mensagem de esperança. Eles diziam que a causa dos meus problemas era simples: “Você não conhece a Deus; portanto, é como um homem que, constantemente, tenta nadar contra a corrente, num rio sem compaixão." A solução deles era igualmente simples: "Convide a Cristo para entrar em seu coração e tenha vida abundante, livre de preocupação, medo, e mesmo calamidades." Os que me testemunharam do amor de Jesus e seu poder salvador deixaram-me bem claro que eu seria tirado daquela vida de vazio e embate que levava.
Isso foi muitos anos atrás, e para ser perfeitamente honesto, minha vida melhorou bastante desde que me tornei cristão. Entretanto, não tem sido, e não é agora, livre de conturbação, derrota, horas de solidão, ou mesmo tragédia. Ou seja, ainda experimento problemas. Aprendi também que essa condição não é somente minha. Freqüentemente discípulos cristãos que estão no meio de caos familiar, escravizados por pecados que pensaram ter deixado para trás havia longo tempo, sob tremenda pressão financeira, pensando em divórcio, ou sentindo que não conseguem encontrar a Deus, segundo eles próprios, suas vidas são tudo, menos abundantes.
Qual a razão para os cristãos estarem em tal dificuldade? Que se pode dizer em seu favor? Espera-se que nada disso aconteça àqueles que seguem a Deus, não é? Aceitamos a Jesus como nossa própria vida; como pode ser? Que bem pode vir de tais dificuldades? Há algum jeito de explicar razoavelmente nossas entradas e saídas abruptas da agitação? Poderia ser que a mão de Deus estivesse de algum modo por trás de tudo que nos perturba e deixa perplexos? Se apenas pudéssemos nos assegurar de que Deus está envolvido em nossos desapontamentos como parte de Seu plano e que não somos apenas controlados pelo ambiente mundial, então talvez pudéssemos ser encorajados em meio a nossos problemas.

Problemas, Presença de deus e Oração – Dr. Mike Wells

Lutas, problemas, e acontecimentos que parecem combater a alegria que nos dizem encontrarmos em Cristo é algo normal. Angústias geradas por desejos tão naturais como alimentos ou sexo, ou lutar contra pensamentos descontrolados ou falta de disciplina também faz parte da vida cristã normal. Problemas emocionais, feridas do passado, lembranças de fracassos, sentimentos de inferioridade e insegurança, e mesmo o medo de ser rejeitado por Deus. Lutar com finanças, saúde, um vizinho incômodo, colega ou parente. Tudo isto faz parte de questões constrangedoras por duas razões essenciais. Primeiro, lutávamos normalmente com tudo isto antes de virmos a Cristo. Quem de nós teria imaginado a continuidade disto aos estarmos nele? Segundo, vários mestres e ensinadores cristãos insinuaram que esse tipo de vivência não é parte da vida cristã normal, porém revelariam falhas de uma fé abaixo do padrão.
Ao meditar nas inadequações de nossas vidas, tomaremos ciência de cristãos vitoriosos que raramente citam qualquer experiência perturbadora depois de sua conversão.
Tais pessoas parecem terem vivido e aprendido um método/nível de vitória, louvor, e poder avassalador!
Muitos de nós, no passar do tempo, aceitamos o fato de que somos cristãos muito anormais: fracos, não permanecemos onde deveríamos, e sem a habilidade, inteligência, e disciplina para vivermos a vida de vitória completa como definida pelas experiências de certos irmãos.


2.3 Enfrente seu Golias

Conceitos orientadores: autoridade espiritual; dificuldades pessoais X talentos e preparos; atitude mental; controle sentimental e emocional; utopias X promessas divinas; desenvolvimento

Na vida passamos e passaremos por muitos altos e baixos. Podemos piorar isto com inconstâncias diante de Deus e do Pecado. O Livro de Juizes fala deste tipo de ciclo: quando as coisas iam bem, o povo se esquecia do Senhor. Então eles clamavam, e Deus os libertava. Após algum tempo, já libertos, eles esqueciam novamente de Deus.
Problemas podem nos destruir, mas se estivermos firmes na fé irão nos levar para mais perto de Deus para que sejamos feitos completos.
Não há nada que a presença de Deus não cure. Nada! Os mandamentos de Deus nos refrigeram, direcionam e socorrem, mesmo nos encontrando sobrecarregados e mesmo fugindo dele, especialmente quando outras tentativas anteriores de cumprir os mandamentos tiveram pouco ou nenhum sucesso.
Podemos começar a evitar ouvir as palavras que tememos: 'Você falhou’. Aqui jaz uma profunda decepção; melhorar nosso comportamento antes de chegar à presença de Deus é impossível. É a presença de Deus que melhora nosso estado. Não tente se lavar para ir até Deus; chegue-se crendo e esperando que e o limpe!
Perto do Senhor, ordens viram promessas. Em vez de ouvir "Não adulterarás", e temer que isso ocorra, ouça como uma promessa: "Na minha presença, com minha vida e poder, você fugirá do adultério." Notou a diferença? Sua presença dá confiança e esperança.
Enquanto todos viam Golias, Davi via a Deus. Davi aparece falando sobre Deus. Os soldados nada mencionaram sobre ele, os irmãos nunca falaram seu nome, mas Davi entra em cena e levanta a questão do Deus vivo. Ele faz o mesmo com o rei Saul: não joga conversa fora falando sobre a batalha ou fazendo perguntas sobre as chances de vitória. Ele traz somente um recado de Deus: “O Senhor que me livrou das garras do leão e das garras do urso me livrará, das mãos desse filisteu” (17:37).



3. Davi, o grande vencedor

Ao chegar ao local onde seus irmãos estavam Davi observa o alvoroço, se inteira a respeito do que está acontecendo e por um momento esquece o que veio fazer e entra na briga. Ele também vê o gigante; mas vê Deus com nitidez ainda maior. Observe o grito de guerra de Davi: “eu vou contra você em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel” (17:45). Observe o substantivo no plural “exércitos” de Israel. Exércitos? Enquanto todos viam Golias e o exército filisteu, Davi via Deus e seu poderoso exército de aliados.


3.1 Davi venceu, porque vivia em outra dimensão

Conceitos orientadores: observatórios; conhecimento divino; plano superior; condução; visão espiritual; discernimento; desprendimento; superações

Quem foi Davi

Quando pensamos em Davi, logo nos vem a mente que ele era pastor, poeta, matador de gigante, rei e antepassado de Jesus ― em resumo, um dos maiores homens do AT. Mas existe uma outra relação junto a esta: traidor, mentiroso, adúltero e assassino. A primeira lista fornece as qualidades que todos nós gostaríamos de ter; a segunda, as que poderiam ser reais a nosso respeito. A Bíblia não faz esforço algum para esconder os fracassos de Davi. Ele ainda é lembrado e respeitado por seu coração voltado para Deus. Quando aprendemos que compartilhamos mais dos fracassos de Davi do que de suas fraquezas, deveríamos ficar curiosos para descobrir o motivo pelo qual o Senhor se refere a ele como “o homem segundo o meu coração”
(Atos 13:22) - E, quando este foi retirado, levantou-lhes como rei a Davi, ao qual também deu testemunho, e disse: Achei a Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade.
Davi, apesar de suas fraquezas, possuía uma fé inabalável na fiel e poderosa natureza de Deus. Foi um homem que viveu com grande prazer. Ele pecou, mas foi rápido em confessar suas. Suas confissões eram de coração, e seu arrependimento genuíno. Nunca negligenciou o perdão de Deus ou tomou sua bênção como uma concessão. Em troca, o Senhor nunca lhe negou seu perdão ou as retribuições de suas ações. Davi experimentou a alegria do perdão mesmo quando teve que sofrer as conseqüências de seus pecados.
Nossa tendência é inverter os papéis. Na maioria das vezes preferimos evitar as conseqüências a experimentar o perdão. Embora tenha cometido um grande pecado, Davi deliberadamente não repetiu o mesmo erro. Ele aprendeu com suas falhas porque aceitou o sofrimento que estas lhe trouxeram. Com freqüência parece que não aprendemos com nossos enganos ou com as conseqüências resultantes deles. Quais mudanças seriam necessárias para que Deus encontrasse esse tipo de obediência em você?

        Davi, Um Homem Segundo o Coração de Deus – http://www.montesiao.pro.br

Continua...

3.2 Davi venceu, porque tomou uma atitude

Conceitos orientadores: tomada de decisões; somatórios; dados X variáveis; constâncias e eventualidades; riscos, prioridades e emergências; controle X desespero

Primeira atitude: Esforçar-se
Sem esforço total jamais conseguiremos atingir os nossos objetivos; muitas vezes o cansaço vem para nos prostrar e nos forçando a desistir. Quantas vezes iniciamos projetos e paramos no meio do caminho?
Segunda atitude: Ter bom ânimo
Sabemos que o desânimo é uma arma poderosa usada por satanás para nos desestimular. O conselho do apóstolo Paulo: "Sede firmes e constantes, .... pois o vosso trabalho não é vão no Senhor".
Terceira atitude: Não desviar-se da Lei do Senhor
Ou seja, a Palavra de Deus deve estar permanentemente em nossos corações (ver Salmos 119 versos 1-12). Desviar da Lei do Senhor é retroceder na fé, é negar o sacrifício de Cristo, é desistir de Deus, é desobedecer, é tornar-se um desertor.
Quarta atitude: A Palavra do Senhor deve estar na boca e no coração
Às vezes são tantas as tribulações e as provas que nos esquecemos da Palavra de Deus e ficamos falando somente das lutas, das dificuldades e dos problemas. Expressões tais como "tá difícil", "eu não estou suportando mais", "não sei como isto vai terminar", etc, nos impedem de ver e ouvir o Senhor Jesus, que disse: A MINHA GRAÇA TE BASTA! O MEU PODER SE APERFEIÇOA NA FRAQUEZA!
Quinta atitude: Meditação na Palavra de Deus
Além de ouvir, ler, estudar e memorizar a Palavra de Deus, a meditação nos revela caminhos nunca antes reconhecidos para a prosperidade, porque os problemas se acumulam de tal maneira que "lançam areia em nossos olhos", cegando-nos para visualizarmos as prováveis soluções.
Sexta atitude: Não temer
O medo de enfrentar os problemas, os fatos reais, as pessoas envolvidas, muitas vezes nos fazem recuar. Aquele que crê no Senhor sabe que somente nele alcançaremos a força contra o medo ("no dia em que temer, hei de confiar em Ti" - já dizia o salmista). O medo fez que Adão se escondesse de Deus.
Sétima atitude: Não se espantar
Uma máxima filosófica é esta: "há mais coisas entre o céu e a terra do que imagina a vã filosofia". O sábio Salomão, em Eclesiastes, diz: "não há nada de novo embaixo do sol", isto é, as coisas que acontecem hoje com uma pessoa, tanto na área sentimental, física ou espiritual, já aconteceram, de certa forma, com outras pessoas. Os problemas e aflições que hoje passamos foram experimentados no passado e muitos saíram vencedores.

        Atitudes do Cristão – Walter Pacheco

Nosso desafio é buscar lutar pela paz e santificação na caminhada aqui.
Essa atitudes de viver essa realidade somente é gerada pelo poder do Espírito Santo, isso Deus requer de nós, exigências do cidadão do céus, revestido da graça e do Espírito Santo, que conduz, dirige orienta e capacita. Não é utopia esse estilo de vida, a exortação e o progresso na santificação, deve esforçar-se para santificar-se em Deus.
Santificação é o único meio que nos leva a presença de Deus. O filho de Deus devem buscar isso para sua vida, pois ninguém que seja perverso, não levanta a bandeira da paz, pelo contrário nem reconhece seu próximo expressar sua afinidade com as coisas de Deus.
O cristianismo não perdem de vista a exigência de Deus para vida dos seus servos. A dificuldade de muitos e tentar conduzir suas vidas, a conduta em olhar para Jesus como autor da nossa fé. Que suportou todo tipo de adversidade e afronta por amor.
Muitos cristãos precisam ser liberta-se de suas posições, pensamentos e opiniões próprias, Deus precisa fazer um milagre se permitir é claro. É inconcebível cristão que não busca melhor agradar a Deus santificar moldar-se no propósito de Deus para sua vida.
Tanto a paz como a santificação é fruto do Espírito Santo gerado naqueles que amam Deus sobre todos as coisas.
Razão pela qual o cristãos devem ter essas atitudes na vida, visando uma vida que expressa o caráter de Deus para o mundo.

                Atitudes que Devem Ser Vividas na Vida Cristã – Zaru Cassiano


3.3 A vitória de Davi estimulou um exército derrotado a lutar

Conceitos orientadores: ânimo; desprendimento; exemplo; contágios; sacrifícios extremos; continuidade; desbravador; estratégias; condução de equipes

Você deseja que DEUS faça em sua vida o mesmo que fez com Davi? Se a sua resposta for afirmativa, coloque-se no altar do ESPÍRITO SANTO; apresente sua vida àquele que a todos transforma segundo a imagem de CRISTO. Davi, o homem segundo o coração de DEUS, não era perfeito. Já é do seu conhecimento que este personagem, como servo de DEUS, soldado, pai e rei, teve muitas falhas e erros, mas colocou sua vida inteiramente nas mãos de DEUS. Ele não usou máscaras ou disfarces. Você tem se colocado por inteiro no altar do Senhor?
Davi conhecia ao Senhor e sabia que Ele era poderoso para livrar e transformar o homem pecador. Davi conhecia ao Senhor de modo pessoal, pois andava em sua presença. Conhecia ao Senhor por experiência própria e não porque ouviu falar dele. Você conhece ao Senhor pessoalmente? Mantém um relacionamento diário com Ele? O fato de conhecer ao Senhor pessoalmente fez a diferença na vida do filho de Jessé. Para ser um homem ou mulher segundo o coração de DEUS, se faz necessário conhecê-Lo e viver inteiramente com Ele, obedecendo-Lhe em tudo. Que o Altíssimo continue a derramar ricas bênçãos sobre sua vida e família. Confie nele e viva para a glória do DEUS Pai, Aquele que também o ungiu para uma grande obra.

        Davi, Um homem  Segundo o Coração de Deus – http://www.apazdosenhor.org.br

A beleza dessa história é que aprendemos que Deus exalta seu nome quando somos fracos. Não precisamos ser eloquentes, fortes, de boa aparência, belos, brilhantes, ou temos todas as respostas para sermos abençoados por Deus. Ele honra a nossa fé, e tudo o que pede é que confiemos nele. Não sabemos o que enfrentaremos do outro lado do vale, mas, se Deus nos enviou até lá, vamos com confiança que os gigantes cairão.

Continua...


Conclusão

Davi enfrentou o leão e o urso, a incapacidade de Saul, o medo do povo, a crise de inveja de seu irmão mais velho, e Golias. Se você pensa que o único gigante enfrentado na batalha foi Golias, está indubitavelmente enganado. Toda grande vitória é seguida por etapas a serem superadas. Golias foi com certeza, a menor barreira enfrentada por Davi.


Fontes:

Bíblia Sagrada ARC/ARA/ACF/TB/BV/NTLH
Davi, A Lâmpada de Israel (revista professor) – Editora Betel – 4º Trimestre 2013 – Lição 03
Davi, As vitórias e as derrotas de um homem de Deus (revista) – CPAD
Esboços Bíblico em Salmos – Charles H. Spurgeon – Shedd Publicações
Como Resolver Problemas em I e II Samuel – Ancil Jenkins – A Verdade para Hoje (link)
Problemas, Presença de deus e Oração – Dr. Mike Wells – Alba Press
Comentário Bíblico Matthew Henry Conciso AT/NT – Matthew Henry – CPAD
Comentário Bíblico Esperança NT – Editora Evangélica Esperança
Bíblia Comentada – http://www.bibliacomentada.com
Comentário Bíblico Moody AT/NT – Editora Batista Regular
Davi, Um Homem Segundo o Coração de Deus (link)
Atitudes do Cristão (link)
Atitudes que Devem Ser Vividas na Vida Cristã (link)

Bibliografia indicada (estude mais)

Davi - O homem segundo o coração de Deus (link)
Davi - O homem segundo o coração de Deus (I) (II) (III) (IV)
As Armas Fundamentais para o Cristão Vencer as Grandes Batalhas (link)


Questionário

1. Qual foi o dia que Deus escolheu para escrever o nome de Davi na história?
R. Um dia comum, como outro qualquer.
2. O que os israelitas não viram enquanto contemplavam aterrorizados a Golias?
R. O seu herói chegar.
3. Quantos seixos Davi pegou no ribeiro?
R. Cinco.
4. O que aconteceu quando Golias surgiu?
R. Deus desapareceu.
5. Por que Davi venceu Golias?
R. Porque tomou uma atitude. Não há registros de que Deus o mandou lutar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colabore conosco: escreva seus pontos de vista, opiniões ou críticas. Contamos contigo neste trabalho