domingo, 13 de abril de 2014

EBD Editora Betel - Vencendo a Timidez e suas Consequências

Assembleia de Deus CONAMAD
Lição 04 – 27 de Abril de 2014
Revistaebd Revista escola bíblica dominical editora betel conamad Passagem bíblica trecho bíblico bíblia como estudar teologia bíblia escola dominical escola dominical betel escola biblica betel escola bíblica betel escola dominical conamad auxilio professor ajuda professor subsídio professor auxílio professor subsidio comentario ebd comentário bíblico ebd professor mestre comentário biblico escola dominical comentario biblico escola bíblica comentario bíblico pregação pregador palestra estudo bíblico bíblico


ALERTA AOS DESAVISADOS: NÃO SOMOS A CONAMAD. NÃO SOMOS A AD MADUREIRA, NEM SEUS DIRETORES. NEM MESMO SOMOS OFICIAIS. POR FAVOR, NÃO NOS INTERPRETE MAL. SE QUISER FALAR CONOSCO, DIGA SEU NOME, EMAIL E CIDADE E AMAREMOS LHES RESPONDER (NÃO HÁ COMO RESPONDER OU AJUDAR ANÔNIMOS!). NÃO PODEMOS LHES AJUDAR A "VER" ALGO OU "ADIANTAR" NADA COM AS PESSOAS E/OU ENTIDADES CITADAS ACIMA. FAVOR NÃO INSISTIR NISTO.

Base para o Trimestre

Clique aqui e leia nossa lista de estudos, artigos, apostilas, teses e dissertações que irão te dar bases ministeriais, acadêmicas e clinicais para poder periciar as lições deste trimestre. Leia, releia, anote e assista aos vídeos tantas vezes quantas forem necessárias. Tente ler todos os livros indicados (ao menos os examinem).

Texto Aureo

“Não to mandei eu? Esforça-te e tem bom ânimo; não pasmes, nem te espantes, porque o Senhor, teu Deus, é contigo, por onde quer que andares.” Js 1:9

Josué vai fazer que a Lei de Deus seja seu governo. É-lhe ordenado meditar nela dia e noite para que possa compreendê-la. Quaisquer que sejam os assuntos do mundo que tenhamos em mente, não devemos deixar de lado a única coisa necessária. Todas as ordens de Josué ao povo, e seus juízos, devem estar conforme com a lei de Deus. Ele mesmo deve submeter-se aos mandamentos; a dignidade ou o domínio de nenhum homem o coloca por acima da Lei de Deus.
Ele deve alentar a si mesmo com a promessa e a presença de Deus. Que o sentir suas próprias doenças não desanimem a você; Deus é todo-suficiente. Eu te mandei, chamei e comissionei para fazê-lo, e podes ter a certeza que te sustentarei em, e te tirarei de, isso. Quando estamos na senda do dever, temos razão para sermos fortes e muito ousados. Nosso Senhor Jesus, como aqui Josué, foi sustentado em seus sofrimentos por considerar a vontade de Deus e o mandamento de seu Pai.

Comentário Bíblico Matthew Henry Conciso AT/NT – Matthew Henry

Verdade Aplicada

A Timidez pode impedir a concretização dos propósitos de Deus para nossa vida.

Objetivos da Lição

Conhecer a origem da timidez;
Mostrar os efeitos da timidez no indivíduo;
Explicar como vencer a timidez.

Textos de Referência

Ex 3.1 - E apascentava Moisés o rebanho de Jetro, seu sogro, sacerdote em Midiã; e levou o rebanho atrás do deserto e veio ao monte de Deus, a Horebe.
Ex 3.2 - E apareceu-lhe o Anjo do Senhor em uma chama de fogo, no meio de uma sarça; e olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia.
Ex 3.3 - E Moisés disse: Agora me virarei para lá e verei esta grande visão, porque a sarça se não queima.
Ex 3.4 - E, vendo o Senhor que se virava para lá a ver, bradou Deus a ele do meio da sarça e disse: Moisés! Moisés! E ele disse: Eis-me aqui.


Introdução

Abordaremos um tema que possivelmente fará com que muitos se identifiquem, talvez não por serem tímidos, mas por conhecerem ou conviverem com pessoas tímidas ou extremamente tímidas. Quase a metade da população relata sofrer de timidez. Todos somos tímidos, em algum grau. E isso não é problema. Só é quando isso interfere em nossa vida social. Timidez e acanhamento, no fundo, é uma questão de confiança. Confiança em si mesmo!
            Queremos lembrar que timidez na Bíblia (Dt 2:8, Jz 7:3, Mc 4:40, II Tm 2:1) tem sentidos pontuais (como acontece com muitas coisas). È indispensável sabermos o contexto do texto, os sentidos do texto e os pretextos existentes ou imagináveis (para nossa defesa e auxiliar aos outros). Pessoalmente passei por uma experiência muito curiosa: ao ler “tímidos” em Apocalipse (21:8), tive um impacto tão grande que me tornei meu próprio terapeuta e desinibidor! Assim, passei a fazer de tudo para deixar de ser tímido (eu era em excesso). Muitos anos depois é que descobri tratar-se de outro sentido, nesta passagem. Lembre-se: medo de pessoas, situações públicas e similares não é falta de fé em Deus. Na maioria das vezes é falta de confiança em si ou desculpas.



1. Que é a Timidez?

A Timidez se caracteriza por um desconforto diante de situações sociais, desconforto que “atrapalha o indivíduo na conquista de seus objetivos, sejam eles pessoais ou profissionais”. Estudos recentes confirmam que ninguém nasce tímido nem se sente tímido o tempo todo. As pessoas ficam tímidas quando se sentem em situações de inferioridade ou vulnerabilidade. Portanto como cristãos precisamos reagir contra este sentimento (Is 35:3 e 4).
Destaque para os alunos que os cristãos não precisam temer situações de inferioridade ou vulnerabilidade (Lc 11:11 e 12). A timidez causa desconforto e inibição em relações interpessoais que interferem nos objetivos pessoais e profissionais. Traços como vergonha, medo, solidão, depressão e ansiedade podem vir a se manifestar em seu lado afetivo.

Quer sejamos introvertidos ou extrovertidos, todos nós podemos experienciar esse sentimento de timidez em algum momento das nossas vidas. Socialmente, construiu-se a ideia errada de que só os introvertidos vivem a experiência da timidez, mas isso não é verdade. A timidez tem mais a ver com estar à vontade consigo mesmo, especialmente quando se encontra em situações sociais. Para muitas pessoas, esta condição pode por vezes estender-se até à idade adulta. Talvez você hesite em fazer um telefonema ou abordar alguém para pedir uma orientação. Às vezes isso pode prejudicar mais do que ajudá-lo. Você começa a evitar algumas situações, evita ir a lugares, evita constrangimentos, pode evitar defender a sua opinião por receio do confronto e da exposição.
A timidez pode estar confinada a algumas situações específicas não se tornando incapacitante nem angustiante. No entanto, em determinadas situações, algumas pessoas pouco a pouco vão generalizando os acontecimentos incómodos ao ponto de poderem vir a desenvolver timidez incapacitante e alguns transtornos de ansiedade, como a fobia social e ataques de pânico.

escolapsicologia.com


1.1 As causas da Timidez

A Timidez poderá ter diversas causas. Entre as quais se destacam: experiências negativas anteriores envolvendo pessoas em determinadas situações; não terem adquirido aptidões sociais necessárias; uma pessoa ter aprendido a menosprezar-se devido à sua ineficácia.

uc.pt

Por outras palavras, a diferença entre a timidez e a ansiedade social é semelhante à diferença entre a tristeza e a depressão – todas as pessoas se sentem tristes de vez em quando, mas nem todas ficam deprimidas.
A perturbação de ansiedade social aparece, geralmente, pelo meio da adolescência, emergindo por vezes de uma infância marcada pela timidez e prolongando-se, em muitos casos, por toda a vida. Os estudos apontam para que seja mais frequente nas mulheres do que nos homens. É uma perturbação mais comum do que se pensa, e isto porque as pessoas com este problema tendem a passar despercebidas. Devido ao seu desconforto em situações sociais, o ansioso social limita-se a ficar calado e a «tornar-se invisível» e, também por causa desse desconforto, apresenta uma enorme dificuldade em procurar um profissional de saúde mental. Apesar de extremamente perturbante, é importante salientar que a ansiedade social não é um sinal de nenhuma doença física ou mental mais grave.

fc.ul.pt

Grandes dificuldades em habilidades sociais, iniciar conversas com uma pessoa nova, entrevista de emprego e etc. Estas e outras dificuldades sociais podem levar uma pessoa a se tornar desajeitada, ainda que ocasionalmente. Aos poucos isto a deixará com muita vergonha de si mesmo (ou até raiva). O indivíduo pode passar a evitar situações onde seria “essencial” um comportamento adequado (especialmente entrevista de emprego).
As crenças irracionais geram ou alimentam as neuroses. A crença de que temos sempre que causar uma boa impressão (para “aceitações”, por outros ou por nós mesmos) ou quanto a desempenhos perfeitos para mostrarmos o nosso valor como pessoa trazem, como consequência, excessivas autocobranças (desempenho perfeito, estritamente, é impossível para qualquer ser humano). Tais exigências levam a aumento de ansiedade nos relacionamentos sociais e interpessoais, forçando frustrações, já que algo não saiu como planejado (ou como veladamente exigido).


1.2 Tipo de timidez

Enfrentar situações novas, fazer amigos, conseguir namoro; círculo social extremamente reduzido, não conseguir apresentar trabalhos estudantis, profissionais ou sociais. São fatos corriqueiros da vida (em níveis diferentes). Vejamos três graus de timidez:
Leve: pequenos momentos de timidez, não freqüentes nem bloqueadores. Consegue (aprendeu) fazer o esforço necessário diante desses instantes que lhe possam causar problemas.
Moderada: É timidez propriamente, mas ainda consegue-se esconder tal fato. Tem muita consciência dos seus atos e dificuldades, mas esforça-se por exprimir-se e obter o respeito dos outros.
Extrema: É profunda e obsessivamente tímido. Naturalmente, desistiu de tentar vencer a sua timidez, o que lhe dificulta a vida, traz grandes impedimentos e perdas de oportunidades. Pode impedir realizações. Talvez o quadro esteja instalado já há muito tempo.
A timidez pode variar, por exemplo, da dificuldade de falar em público, até chegar à fobia social, a mais grave de todas, impedindo a pessoa de fazer até mesmo as coisas mais simples do dia a dia.

Nota MDA: “fazer amigos ou namorados” (revista) nos soou extremamente liberal. Mesmo com o risco de parecermos hipócritas ou fora da realidade, queremos lembrar dos preceitos bíblicos que deveriam nortear o proceder, o ensino e o pensamento cristão. Os jovens necessitam aprender (conosco) um viver piedoso e ordenado. Namoro (singular, indicando o mínimo possível de “tentativas”) deve ser encarado como pré-casamento. Nunca ouvi falar de reuniões pré-noivado (cursos) nas igrejas pentecostais, infelizmente. Meditem nisto.


1.3 Timidez ou fobia social?

Na fobia social a pessoa se sente ansiosa em "situações sociais", quando poderia se sentir observada pelos outros. A pessoa fica insegura, temendo pelo seu desempenho e preocupada com o que poderão pensar dela naquele estado. O grau de ansiedade pode ser muito intenso, podendo chegar a uma crise aguda de ansiedade. 
As situações sociais temidas podem ser variadas, como escrever na frente dos outros, falar em público, comer em locais públicos, entrar em lugares cheios, ir a um evento social, fazer uma entrevista de emprego, encontrar um conhecido etc.
O Transtorno de Ansiedade Social pode ser classificado em dois subtipos. Um subtipo  denominado generalizado, na qual a pessoa teme quase todas as situações sociais: conversar, namorar, sair em lugares públicos, falar, comer, escrever em público, etc
E um subtipo denominado não generalizado, ou restrito, no qual a pessoa teme uma ou poucas situações sociais específicas.

psicoterapia.psc.br

Lembranças de ocasiões extremamente ruins, uma experiência traumática, como um embaraço em público, podem iniciar uma ou mais fobia (medos ou pânicos). Ficar muito nervoso ao ler um texto diante dos demais colegas em uma sala de aula pode fazer com que esta pessoas não mais desejarem ler ou falar em público (ou até parar de estudar ou mudar de escola). Estas experiências devem ser comparadas com o histórico pessoal: se os sintomas fóbicos sociais já existiam, tais experiências negativas eram já consequências, não o início do problema.
Explique para os alunos que a fé cristã não é antissocial, pois Jesus frequentou festas (Jo 2:1 e 2), banquetes (Lc 5:29 e 30) e fez visitas (Mc 1:29).



2. O tímido tem muitos medos

O tímido tem medo de gente, tem medo de não ser aceito e tem medo de ser rejeitado! Ele possui pensamentos e sentimentos negativos sobre si, sentimentos de inferioridade, sua autoestima e confiança em si mesmo são muito baixas, tem medo de errar, etc.. Esta atitude é anticristã, pois para nós agradável é viver em comunhão (Sl 133).
Quanto mais inseguro o tímido se sentir em relação a outras pessoas, quanto mais nova for á situação e quanto menos conhecida seja a pessoa com quem o tímido está se relacionando, maior será a necessidade de ele se refugiar internamente, retrair-se, pois se sente muito ameaçado.

... Então porque você tem medo disso, seja qual for a desaprovação ou a crítica, ela representaria um ferimento no seu sentido mentalmente construído de quem você é, que é o ego. Assim seria se, a imagem que eu tenho de mim mesmo como aquela pessoa tão capaz ou o que quer que seja que eu esteja defendendo, assim que eu encontrar uma crítica, o ego imediatamente se sente ferido. E assim uma pessoa tímida não se arriscará a dizer nada porque tem medo da perda do ego. E… às vezes isso é tomado erroneamente como uma pessoa sem ego. Mas não é assim. No profundo interior da pessoa tímida ou de uma pessoa sofrendo de um sentido de inferioridade, lá há o desejo, o suprimido desejo de ser superior. E dentro da pessoa que age com superioridade que parece ter um grande e confiante ego, está sempre o medo escondido que ela possa ser inferior. E toda essa atuação é para compensar o medo escondido de ser inferior

dharmalog.com

Achar que todos estão lhe reparando; eis a razão do medo de se mostrar. Evitar relacionamentos, por temer a decepção. Entendamos que só mesmo sendo naturais e autênticos venceremos o individualismo e nos tornaremos mais felizes. A Timidez atinge até mesmo pessoas dotadas de inteligência rara. Há muitos sábios para assuntos acadêmicos e desastrados em relacionamentos. Lidar com os textos, mas são múmias diante das pessoas.
Podemos deixar tudo isso e viver em plenitude. Talvez necessitem de apoio ou tratamento psicológico e/ou filosófico. Dependerá de querer lutar para abandonar “o vício” da vergonha. Ao nosso redor há pessoas importantes para a cura. Amigos leais e sinceros entram em nosso coração e ajudam-nos em ver a vida mais suavemente, do modo como os desinibidos a veem.


2.1 Os sintomas fisiológicos mais observados da Timidez

Só a própria pessoa tem a noção exata do quanto sua dificuldade a prejudica, uma vez que a maior parte dos sintomas é invisível aos olhos dos outros. Quando não tratada ocorre um verdadeiro círculo vicioso de fracassos ou evitações, ocasionando prejuízos em todos os âmbitos da vida do indivíduo.

As consequências mais comuns são:
* Dificuldade em fazer amigos, círculo social extremamente reduzido;
* Dificuldade em arrumar parceiros amorosos, início tardio da vida amorosa;
* Dificuldade em apresentar trabalhos no colégio, faculdade ou serviço;
* Dificuldade em participar de reuniões e apresentar seu ponto de vista.

portalcmc.com.br

A pessoa tímida costuma sofrer muito, pois não aprende a estabelecer vínculo afetivo com outras pessoas, sentindo-se solitária e distante dos outros, porém sem saber como lidar com a situação e não tendo coragem de se aproximar dos outros, ficam na dependência de que as outras pessoas sempre puxem assunto. Normalmente são aquelas pessoas que só respondem as perguntas dos outros, de cabeça baixa e em tom de voz muito baixo.
Esses sintomas advêm de causas psicológicas e somente um profissional da área pode diagnosticá-las, poder contar com a ajuda dos mesmos só trará benefícios para a pessoa tímida.
A família pode ajudar a criança ou o adolescente em sua timidez, deixando que este aja de forma espontânea, sem perceber que alguém lhe observa, sem fazer cobranças sobre seu comportamento, muito menos em compará-lo com outras pessoas, sem fazer críticas e piadinhas desnecessárias. Na verdade, é importante que a pessoa sinta-se respeitada como todos.

educador.brasilescola.com

A Timidez pode provocar a aceleração dos batimentos cardíacos, isto é, a pessoa sente seu coração pulsando mais forte. Outro sintoma é secura na boca, especialmente sob estresse. A pessoa não produz saliva suficiente para manter a boca úmida. O tímido também experimenta tremores no corpo ou na voz, sente sua face ficar vermelha por vergonha, transpira excessivamente e pode gaguejar, prejudicando, assim, sua comunicação com outras pessoas.

Síndrome de Asperger (vídeo)

2.2 Os sintomas comportamentais mais comuns da Timidez

Andar pela orla da praia de óculos escuros com o olhar fixo no chão. Torcer para não ser notado em lugares públicos. Não atender o telefone. Com ares de táticas de celebridade para fugir de assédio, tais situações são corriqueiras na vida de quem sofre de uma doença reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como fobia social ou timidez patológica. Ela é identificada em pessoas que têm medo de agir de forma ridícula ou inadequada na presença de outras – o que as faz deixar de se relacionar. Cerca de 5% da população mundial sofre desse mal, segundo o professor do Instituto de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Antônio Egídio Nardi, autor de Fobia social – a Timidez Patológica.

istoe.com.br

Já no domínio dos sintomas emocionais e comportamentais evidencia-se um medo intenso de estar em situações com pessoas desconhecidas, o receio de ser julgado pelos outros, de ser humilhado ou embaraçado, mas também o receio de que os outros percebam a ansiedade.
Associadas a estes sintomas andam geralmente características individuais como uma elevada sensibilidade à crítica, um défice de competências sociais, dificuldade em ser assertivo e uma baixa auto-estima.

medicosdeportugal.saude.sapo.pt

A Timidez se caracteriza por alguns sintomas comportamentais, visíveis ou não, e possui graus que variam para cada pessoa, conforme explica a psicóloga, mestre em Teoria e Pesquisa do Comportamento e docente da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Carolina Malcher. "A Timidez é um tipo de retraimento social em que as pessoas apresentam dificuldade de se expor a determinadas situações. Essas situações costumam criar muita ansiedade nos indivíduos, e eles não conseguem ter um desempenho satisfatório. Esses indivíduos têm respostas públicas observáveis, como esquiva e retraimento, e têm respostas relacionadas a alterações anatomofisiológicas, que são as respostas de ansiedade, como taquicardia, calafrio e sudorese", esclarece a especialista.

passeiaki.com

No contexto escolar, nessa mesma direção, professores qualificam essas crianças como quietas e medrosas, mas, no entanto, geralmente não as identificam como indivíduos com problemas, já que os comportamentos que apresentam não são perturbadores. Assim, crianças retraídas costumam não ser percebidas como tendo dificuldades e, em determinadas ocasiões, chegam a ser valorizadas como bons alunos e podem ter seu comportamento retraído e tímido reforçado ("Veja como seu colega está quieto! Espero que aprenda com ele! É uma criança encantadora, muito tranqüila e obediente").
Constata-se que, em geral, professores solicitam menos orientações sobre como lidar com crianças tímidas do que com as que apresentam comportamentos abertos e disruptivos, mesmo tendo-se demonstrado, repetidamente, que a timidez é um importante preditor de problemas futuros e que sua incidência é tão elevada quanto a daqueles outros comportamentos (Achenbach e Edelbroch, 1982). 

moreirajr.com.br


2.3 Os sintomas afetivos da timidez

Podemos perceber as características da Tonalidade Afetiva tomando como referência, por exemplo, um dos traços da personalidade: a introversão ou a timidez. As pessoas que conhecemos como introvertidas ou tímidas dificilmente se nos apresentarão completamente desinibidas e expansivas de repente. Poderão, dependendo das circunstâncias vivenciais e da sua Afetividade Circunstancial, se mostrarem mais tímidas ou menos tímidas, porém, extrovertidas nunca. Da mesma forma os extrovertidos ou expansivos; dependendo do momento poderão se apresentar mais eufóricos ou discretamente aborrecidos, porém, muito depressivos jamais. Há, por outro lado, situações peculiares de personalidade que permitem oscilações extremadas da afetividade, tal qual nos indivíduos chamados ciclotímicos, ou mais gravemente ainda, nos afetivos bipolares. 

psiqweb.med.br

Superar o componente afetivo da Timidez: Elimine emoções excessivas

Se a sua timidez se manifesta principalmente através de reações afetivas, tais como níveis excessivos de ansiedade, um coração de corrida, e borboletas no estômago, em seguida, esses sintomas precisam ser colocadas sob controle. Há uma variedade de técnicas de relaxamento simples que você pode utilizar para reduzir seu nível de excitação psicofisiológica. Exercícios respiratórios simples envolvem inspirando e expirando profundamente e lentamente e concentrar sua atenção sobre a natureza da sua respiração.Tomando a atenção para longe dos sintomas fisiológicos de sua timidez e focalizando sua atenção sobre a natureza da sua respiração willhelp você relaxar. Outra técnica de relaxamento envolve apertar e soltar os músculos, como apertar as mãos em um punho fechado e, em seguida, deixar ir, para reduzir um pouco da tensão que está ocorrendo.
Como uma palavra de cautela, não recorrem ao álcool ou outras drogas como meio de reduzir o seu nível de excitação. A principal razão é que, após os efeitos de curto prazo do álcool ou drogas tenham desaparecido, o nível de ansiedade vai voltar. Você estará de volta onde você começou, mas agora você também vai ter uma ressaca.

thautimidez.blogspot.com.br



3. Moisés é confrontado com sua timidez

Há vários casos de tímidos na Bíblia, pessoas como Gideão (Jz 6:2, 3 e 11-15), o profeta Jeremias (Jr 1:4-6) e o caso de Moisés (Ex 3:11). Ele nasceu numa época em que os hebreus eram escravos no Egito. Faraó com receio do crescimento do povo hebreu ordenou que toda criança do sexo masculino fosse sacrificada (Ex 1:22). Mas, Moisés foi salvo pela filha de Faraó e adotado por ela como um filho. Foi educado em toda ciência dos egípcios, sendo poderoso em palavras e obras (At 7:22). Viveu durante os primeiros quarenta anos de sua vida como um príncipe e, num certo dia, saiu para ver seus irmãos hebreus quando encontrou um egípcio espancando um homem do seu povo. Matou o egípcio com as próprias mãos e escondeu na areia. Contudo, a notícia se espalhou e Faraó procurou matá-lo. Moisés teve que fugir para as terras de Midiã, onde passaria os próximos 40 anos. Refugiado e com muito medo, Deus aparece a ele, dando-lhe um propósito maior na vida. Moisés seria levantado para libertar sua família e todo o seu povo. Seu trauma de fugitivo, contudo, falou mais alto, transformando-o em um homem tímido. Segundo o dicionário, tímido é alguém assustado, medroso, receoso, sem coragem. Era exatamente assim que Moisés se via. “Quem sou eu para apresentar-me ao faraó e tirar os israelitas do Egito?” (Ex 3:11).
A Timidez está enraizada no Medo, num medo irracional de falar e ser humilhado ou ignorado. O tímido faz de tudo para não ser percebido.

A fase do "eu posso"
Foi educado em toda ciência dos egípcios, sendo poderoso em palavras e obras (Atos 7:22). Com conhecimento e poder, viveu a fase do "eu posso" durante os primeiros quarenta anos de sua vida.  

A fase do "eu não posso"
Matou o egípcio com as próprias mãos e o escondeu na areia. Contudo, a notícia se espalhou. Tomando conhecimento disso, Faraó procurou matá-lo. Moisés teve que fugir para as terras de Midiã, onde passaria os próximos 40 anos. Refugiado e com muito medo, experimentou a fase do "eu não posso" em sua vida. 

A fase do "Deus pode"
Deus aparece a ele e se mostra como um Deus forte e poderoso, ao mesmo tempo sensível e cheio de compaixão pelo povo. Vem para se mostrar a Moisés dando-lhe um propósito maior na vida. Agora Moisés seria levantado para libertar sua família e todo o seu povo.

      institutojetro.com


3.1 Um homem tímido e o desafio de liderar

Esta crise tem em destaque uma palavra: CREDENCIAL, ou seja, Moisés estava se queixando de que autoridade ele tinha e chegaria para os anciãos de que ele não estava mentindo que Deus o enviara, mas é neste momento que a meu ver surge a coisa mais linda: Deus fala dos seus três agentes que só Ele faz: Sinais, Prodígios e Maravilhas (Ne 9:10): demonstrou duas: uma vara tornar-se-ia em cobra, após meter a mão no peito apareceria lepra e em ambos os casos voltou ao que era antes, ou seja, a serpente voltou ser vara e a lepra deixara de existir, Deus estava mostrando que não somente operaria algo fenomenal mas retroagiria, o terceiro inexplicavelmente em minha ótica, Deus não demonstrou, bem agora Moisés tinha a credencial.
O homem de Deus, o portador da mensagem mais especificamente trabalha com a boca e isso era um problema para Moisés, segundo alguns teólogos Moisés era gago isso dificultaria sua maneira de se comunicar e, por conseguinte de influenciar e convencer, sabemos que um gago geralmente é tímido ou tropeça nas palavras mas Deus rebate dizendo: “quem fez a boca do homem, ou o surdo, ou o mudo?”. Enfim, Deus estava mostrando a Moisés que Ele fez... Ele também poderia mudar quaisquer das situações análogas.
A ultima crise do chamado é uma que vem embutida nas outras, mas só é referida no final: “manda qualquer um menos eu Senhor, estou com medo” seria mais ou menos essas palavras de Moisés e neste momento a ira de Deus se acende porque Moisés não entende que existe um povo sofrido e que Deus quer libertar. O medo de ir para um certo “desconhecido” afeta a todos então Deus disse que enviaria Arão e assim estaria ao lado de Moisés, uma vez que a missão era de Moisés.

Raimundo Nonato Pereira de Aguiar – gospel10.com

Moisés era um levita, tanto por parte de pai quanto de mãe. Eles não eram príncipes, nem gente influente na tribo de Levi. E assim, quase como uma regra geral, Deus continua usando as coisas fracas e desprezíveis para confundir as fortes e as que são.
Nisto há um propósito expresso de manifestar o Seu grande poder, para nos ensinar que Ele pode levantar um governador poderoso e sábio, de um jovem pastor como José; um libertador poderoso, de uma família pobre, e um rapaz tímido e pacato como Moisés.
Isto não significa que Deus não use os fortes e poderosos, mas que ele não depende deles para que possa fazer a Sua obra, pois é naqueles que não são fortes, que se vê melhor a operação poderosa da Sua graça.
No entanto, nós vemos neste segundo capítulo a coragem moral de Moisés e o seu caráter, em expor sua vida em favor dos fracos e oprimidos, pois é relatado que ele havia matado um egípcio que estava ferindo covardemente a um hebreu, e a forma como ele enfrentou os pastores de Midiã, em defesa das filhas de Reuel.

verdadeevida.org

Estêvão foi um dos sete que convenceu a igreja de Jerusalém que ele estava "cheio do Espírito". É surpreendente a tremenda coragem com a qual expressou sua interpretação do Antigo Testamento com relação a Jesus, como o Messias. Ele era sabedor de qual seria a reação da sinagoga, mais ainda assim, permaneceu calmo e despreocupado, enquanto a manifestação determinara apedrejá-lo (At 7:54-60). Liderança e um "espírito de medo" não casam-se. Timidez em um líder não é um sinal saudável nem promete sucesso (cf. II Tm 1:7).

O Líder que Deus Usa

O Senhor tinha planos, conclusões, plenos conhecimentos e direcionado a História e o Reino do Egito para o momento em Moisés surgiria (poupou até a vida dele, pondo-o no palácio e sendo criado pela própria mãe!). Já as opiniões pessoais dele a respeito de si mesmo eram totalmente desiguais das que Deus tinha; ele via somente suas limitações, fracassos e frustrações. Já o Criador, dera garantias e provas incontestes de sua presença ao seu lado nesta missão (Êx 3:12). Apesar de hesitar inicialmente, aceitou o desafio.
Creia no propósito de Deus para sua vida e fique atento para ouvir e cumprir o seu chamado. E, se você achar que não tem capacidade fique em paz, apenas creia no Senhor e o Espírito Santo de Deus, pois Ele o transformará como fez com Davi, com Moisés, com Paulo, com Pedro e tantos outros quando foram chamados. Considere a afirmação bíblica: “Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio“ (II Tm 1:7).


3.2 A cura da timidez e da autoestima de Moisés

Vista como um estigma e uma ferida difícil (ou impossível) de sarar. Este mal não permite darmos conta dos problemas que ela traz e seguimos vivendo nela como sendo bom tal viver. Devemos esclarecer que não nascemos tímidos. Ao longo da vida vamos criando-a (eliminando ou desenvolvendo). Sempre dá para deixarmos de ser tímidos.
Um inibido sabe como é difícil viver num mundo de desinibidos, pois tentam viver igualmente, mas teimam em crer não serem tão importantes assim. Dia e noite, policiam as palavras que vão dizer e temem decepcionar as pessoas ao seu redor (uma das razões da mudez dos tímidos). Assim, tomados pela Timidez, passam a ser os faz “heróis de mentirinha”. Tentam agradar a todos, mas ainda se decepcionando. Bondosos com a humanidade, sim, mas injustos com seu interior.
Se você tem levado uma vida sem direção sem propósito, sem grandes expectativas. Saiba que Deus tem um propósito para todos nós, ele não o colocou no mundo sem motivo, Ele quer fazer algo através da sua vida.


3.3 A vitória de Moisés sobre a timidez

Boa parte dos tímidos (uns 20%) não acha sua retração um traço negativo de personalidade. E não é mesmo. O administrador de empresas americano Jim Collins estudou 1 345 grandes companhias para descobrir por que algumas eram mais bem-sucedidas. O resultado mostrou, entre muitas coisas, que as empresas lideradas por chefes tímidos tinham evoluído muito mais do que as outras. E por um motivo simples: o líder acanhado se preocupa apenas em fazer um bom trabalho, e não em ganhar fama e status (afinal, o tímido foge do holofote feito extrovertido do ostracismo, certo?). Há outros motivos para acreditar que um mundo feito de tímidos funciona melhor do que um povoado de extrovertidos. Pense numa pessoa que não se intimida com nada e ninguém. Ela vai agir e falar sem restrições - invadindo o espaço alheio. "A timidez é um excelente regulador do convívio social. Levar em consideração o que o outro está pensando contribui para que as pessoas não vivam em conflito o tempo todo", diz Ailton Amélio da Silva, psicólogo da USP, e autor do Mapa do Amor. Os tímidos bem que poderiam sair por aí espalhando isso - se eles não tivessem tanta dificuldade em abrir a boca, é claro.

super.abril.com.br

Vendo enormes dificuldades, insuperáveis para si, Moisés recebe sinais divinos lhe mostrando que o Senhor completaria o que faltasse, o aprimoraria e removeria os excessos (ou dispensáveis). Isso também vale para nós: Deus e o seu poder permanecem inabalavelmente os mesmos! Confiando nele, constantemente revelará sua infinita capacidade e nos ajudará, se necessário for. Podemos até não enxergar a intervenção que ele faz/fará em nossas vidas, mas se olharmos para sua grandeza em vez de focar nos problemas (desvios do alvo/missão) o Pai não desistirá de nós. Ele agiu assim com Moisés; o Senhor insistiu com ele. O Senhor ainda insiste conosco, mesmo sendo falhos e não olha para o que temos ou adquirimos. Seus olhos vêem mais além: conseguem visualizar aquilo que podemos nos tornar em suas mãos. Por último, a prova de que o medroso te tornou valente é que ele mesmo passou a exortar o povo à frente deste, rumo ao desconhecido - A Terra Prometida (Ex 14:13).
Quando alguém percebe claramente, no coração, como é visto por Deus, então tudo muda e passa a ter uma visão renovada do seu valor e da sua vida. Cada pessoa é única, singular, “sui generis”, e cada ser humano precisa convencer-se de que veio a essa Terra exatamente para descobrir, expressar; revelar e viver o que há de exclusivo, de único nele.



Conclusão

Algumas pessoas, por mais que tentem, acabam desistindo de lutar contra a timidez. É importante saber que timidez não é doença, não é defeito e não faz de ninguém um ser inferior aos demais. Deus quer nos libertar de toda timidez para nos comissionar como libertadores de nossa família e de nosso povo!

Fontes:

Bíblia Sagrada ARC/ARA/ACF/TB/BV/RV/NTLH
Enfermidades da Alma (revista EBD professor) – Editora Betel – 2º Trimestre 2014 – Lição 04
Princípios de Interpretação Bíblica – Vilson Scholz – Ed. ULBRA
Novo Dicionário da Bíblia – John Davis – Ed. Hagnos
Enciclopédia Ilúmina
O Antigo Testamento Interpretado – Norman Champlin – Hagnos
O Novo Comentário da Bíblia – F. Davidson – Vida Nova
Comentário Bíblico Matthew Henry (Conciso) – Matthew Henry – CPAD
Comentário Bíblico Moody – Editora Batista Regular
Comentário Bíblico Esperança NT – Editora Evangélica Esperança
Ajudando uns aos outros pelo Aconselhamento – Gary R. Collins – Vida Nova
Aconselhamento Cristão – Gary R. Collins – Vida Nova
Princípios Básicos de Aconselhamento Bíblico – Dr. Lawrence J. Crabb – Refúgio
Jesus, O maior Psicólogo que já existiu - Mark W. Baker – Sextante
O Líder que Deus Usa – Russell P. Shedd – Vida Nova
Problemas Cruciais: Uma perspectiva bíblica (link)
A Responsabilidade Pessoal pelos Atos Humanos e o Destino (link)
A Bíblia tem Solução para os Problemas da Depressão, Tendências Suicidas, emocionais e outros problemas similares? (I) (II)
Restauração da Alma - O que é o que não é? (link)
Auto-confrontação (link)
Quadro Avaliativo: Terapia Psicológica x Aconselhamento Bíblico (link)
Como Superar a Timidez (link)
Timidez (link)
Timidez e Ansiedade Social: Manual de Sobrevivência em situações sociais (link)
Fobia Social (link)

Bibliografia Indicada (estude mais)

Alterações da Afetividade (link)
Dicas para Relacionamento (link)
Dez Vantagens de Ser Tímido (link)
Como Ser um Tímido Profissional (link)
Quatro Qualidades de um Líder de Sucesso (link)

Questionário

1. Como Moisés se enxergava?
R: Receoso, sem coragem, acanhado, incerto, débil, dúbio, fraco.
2. Em que momento Moisés se
R: Quando Moisés foi convocado para libertar sua família e todo o seu povo.
3. Cite pelo menos três sintomas afetivos da timidez.
R: Vergonha, tristeza, baixa autoestima.
4. Cite dois sintomas fisiológicos da timidez?
R: Tremedeira e gagueira.
5. Qual a diferença entre timidez e fobia social?
R: Na timidez, a pessoa sente desconforto, mas ainda enfrenta os desafios. Na fobia social, ela passa a evitá-los, isolando-se gradativamente.

Um comentário:

  1. cara eu postar esta lição...já num vou mais...preciso me aplicar mais...caraca muito bom mano meus parabens mesmo de coração..amei a tua lição.

    ResponderExcluir

Colabore conosco: escreva seus pontos de vista, opiniões ou críticas. Contamos contigo neste trabalho