domingo, 30 de novembro de 2014

EBD Editora Betel - Eliseu e o Milagre do Machado Flutuante

Assembleia de Deus CONAMAD
Lição 10 – 07 de dezembro de 2014
Revistaebd Revista escola bíblica dominical editora betel conamad Passagem bíblica trecho bíblico bíblia como estudar teologia bíblia escola dominical escola dominical betel escola biblica betel escola bíblica betel escola dominical conamad auxilio professor ajuda professor subsídio professor auxílio professor subsidio comentario ebd comentário bíblico ebd professor mestre comentário biblico escola dominical comentario biblico escola bíblica comentario bíblico pregação pregador palestra estudo bíblico bíblico
Texto Áureo

“Com a sua voz troveja Deus maravilhosamente; faz grandes coisas, que nós não podemos compreender” Jó 37:5

Comparados a Deus, nós, os seres humanos, somos fracos. Somos incapazes de ajudar a nós mesmos espiritualmente, curar nossos corações e corrigir as injustiças pelas quais passamos. Felizmente, o Deus da tempestade se preocupa com os fracos como nós. Ele “…sabe que somos pó” (Salmo 103:14). E mais ainda, Deus “Faz forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor” (Isaías 40:29). Porque Deus é forte, Ele pode nos ajudar em nossas fraquezas.

Deus na Tempestade – Jennifer Benson Schuldt


Verdade Aplicada

Por mais simples que seja um milagre, ele pode ser capaz de produzir profundas e inesquecíveis lições em nossas vidas, inclusive, nos despertar para outros ainda maiores.

Objetivos da Lição

Mostrar que a vida não é um mar de rosas, e que é imprescindível o caminhar com o Senhor;
Ensinar aos alunos alguns passos para se recuperar aquilo que se perdeu;
Estimar o valor da salvação que nos foi outorgada por Cristo no Calvário.

Textos de Referência

II Rs 6:1-6


Introdução

Fazer o ferro do machado flutuar parece ter sido um milagre muito simples, todavia, mesmo sendo um milagre não muito chamativo, sua essência é muito poderosa, pois traz consigo imprescindíveis lições espirituais para as nossas vidas.

Suas ferramentas não eram muitas, mas podiam contar com um machado. Então, acontece o inesperado. O machado com que um deles trabalha se solta do cabo e cai nas águas do rio. Isto não era incomum, uma vez que a tecnologia era rudimentar, se comparada às tecnologias posteriores. O próprio código legal dos judeus previa a possibilidade desta tragédia: Se um homem for com o seu amigo cortar lenha na floresta e, ao levantar o machado para derrubar uma árvore, o ferro escapar e atingir o seu amigo e mata, ele poderá fugir para uma daquelas cidades [de refúgio] para salvar a vida (Deuteronômio 19:5). Desta feita, isto aconteceu: o machado não atingiu em ninguém.
De qualquer modo, os profetas-trabalhadores não poderiam prosseguir na tarefa. O Profeta-Operário do machado ficou desesperado, porque a ferramenta não lhe pertencia. Não aconteceu o pior, porque não atingiu em ninguém. Naquela época aquele era uma  ferramenta rara; além de cara, não era facilmente encontrada. A culpa era inevitável.
Seu único recurso foi correr para o Profeta e chorar. Foi um grito de desespero, não um pedido de ajuda. Não havia o que ser feito. Mas algo precisava ser feito: havia o impossível a ser feito. E o Profeta Eliseu cortou um pau (um galho, uma parte da árvore), lançou-o na água e o machado flutuou como se fosse uma peça de madeira e foi resgatado pelo Profeta-Aprendiz. O que houve ali foi um milagre, não uma ação inteligente capaz de fazer o machado flutuar. O machado não tinha um furo por onde um galho pudesse entrar. O galho não tinha propriedades de atrair o ferro.

Quando Tudo dá Errado – Israel Belo de Azevedo

Continua...


1. A importância da presença de Deus

Elias havia estabelecido uma escola de profetas em Jericó, e Eliseu deu seguimento, a escola cresceu e o lugar ficou pequeno (II Rs 6:1). Com o desejo de melhora, os jovens aprendizes, discípulos dos profetas, resolveram ir até o Jordão cortar madeira, onde ocorreu o incidente e o milagre. Destacaremos três coisas fundamentais nesse primeiro ponto:


Continua...

1.1 O desejo de crescer

Explique aos alunos que naquele tempo essa ferramenta era caríssima, tratava-se de uma peça forjada no fogo e nem todos poderiam comprar. Como eles eram jovens e sem recursos, o desespero tomou conta do jovem aprendiz. Nessa época se uma pessoa não pudesse pagar uma dívida era levado como mão de obra escrava até que a dívida fosse sanada (2Rs 4.1).


Continua...

1.2 A presença do profeta e sua importância


Continua...

1.3 A atitude que precedeu o milagre

Quando as dificuldades surgem no caminho que o Senhor nos autorizou a caminhar, devemos recorrer a Ele em primeira instância, em vez de ficar tentando encontrar um meio de resolver. Deus deseja fazer flutuar aquilo que perdemos na profundeza do rio. Quando, para nós, resolver o problema parece ser impossível, o nosso primeiro impulso deve ser consultá-lo acerca de como iremos recuperar.


Em elaboração


2. Recuperando o que se perdeu

Para que serviria um cabo sem a haste do machado? Apenas como lembrança de que um dia aquele cabo e aquela haste eram eficientes. Porém, somente unidos é que poderiam ser o que eram. Um cabo sem a haste não corta, assim como uma pessoa natural nada pode produzir na esfera sobrenatural. Vejamos algumas lições da recuperação:


Continua...

2.1 Onde caiu?

Quantos casamentos dissolvidos porque não houve a coragem de dizer: eu errei naquele dia; quantas oportunidades jogadas fora por não reconhecer que poderíamos ter agido diferente; quantos ministérios no fundo do rio por querer ser senhor em vez de servo (Pv 18.12). Muitas pessoas vivem a se esconder da verdade, por isso, não recuperam o que foi perdido.

Restauração (vídeo)

Continua...

2.2 Reconhecer o valor é fundamental para a busca


Continua...

2.3 Estende a tua mão

O tempo pode nos tornar religiosos e rotineiros. Com o passar dos anos podemos minguar na verdade, e no poder da mensagem. É bom estarmos atentos, porque nossa ferramenta não está isentas de esbarrar em duros obstáculos, e de se perder no rio.


Continua...


3. As lições de um machado flutuante

Eliseu era um homem simples, um profeta que se identificava com as pessoas. Como mestre ele não somente ensinava, mas apresentava de forma nítida o poder do Senhor a seus alunos. O milagre parece simples a priori, mas é recheado de profundas verdades espirituais.


Continua...

3.1 Corpo sem cabeça

O peso específico do ferro é 7,84 vezes maior que o peso da água. O milagre desafiou a força da gravidade. Nosso Deus não está preso às forças da natureza. Fazer o ferro flutuar é colocar num nível acima, é sobrepor um sistema. Jesus é a cabeça que se ergueu no mundo para sanar os problemas da humanidade.


Continua...

3.2 O trabalho humano


Continua...

3.3 O precioso resgate

Éramos milhões e milhões de seres humanos submerso em delitos e pecados. Mas nosso Senhor, o grande Salvador, nos ergueu, nos fez emergir, e nos colocou assentados juntamente com Ele nas regiões celestiais (Ef 2:6). Ele nos tirou de um abismo de horror (harpa cristã 435).


Continua...


Conclusão

A madeira foi lançada ao mar para que o ferro pudesse ser recuperado. Cristo já fez a Sua parte, agora cabe a cada um de nós estendermos as mãos e tomarmos posse desta tão grande salvação que nos foi outorgada por Seu sacrifício vicário (Hb 2:3).


Fontes:

Bíblia Sagrada ARC/ARA/ACF/TB/BV/RV/NTLH
Milagres do Antigo Testamento (revista EBD professor) – Editora Betel – 4º Trimestre 2014 – Lição 10
Merece Confiança o Antigo Testamento? – Gleason L. Archer Jr. – Ed. Vida Nova
Todos os Milagres da Bíblia – Larry Richards – Ed. Hagnos
Milagres – C.S. Lewis – Ed. Vida
Milagre (vários autores)
A Outra Face dos Milagres (ebook)
Os Milagres Posteriores à Morte de Jesus (link)
A Pessoa de Jesus no Antigo Testamento – Jair José Rodrigues – CPAD
Dicionário Davis – John Davis – JUERP
Novo Dicionário da Bíblia – John Davis – Ed. Hagnos
Enciclopédia Ilúmina
O Antigo Testamento Interpretado – Norman Champlin – Hagnos
O Novo Comentário da Bíblia – F. Davidson – Vida Nova
Comentário Bíblico F. B. Meyer – F. B. Meyer – Ed. Betânia
Comentário Bíblico Matthew Henry (Conciso) – Matthew Henry – CPAD
Comentário Bíblico Moody – Editora Batista Regular
Comentário Bíblico Esperança NT – Editora Evangélica Esperança
Comentário Bíblico Africano – Editora Mundo Cristão
Milagres do Antigo Testamento (link)
Devem os Milagres na Bíblia ser interpretados Literalmente? (link)
Introdução Bíblica – Norman L. Geisler & William E. Nix – Ed. Vida
Deus na Tempestade (link)
A Função do Sangue de Jesus (link)
Eliseu Faz o Ferro do Machado Flutuar (link)

Bibliografia Indicada (estude mais)

Idolatria a Lideres Espirituais e a Igrejas (vídeo)

Os Milagres de Eliseu (link)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Colabore conosco: escreva seus pontos de vista, opiniões ou críticas. Contamos contigo neste trabalho